Juros da linha de financiamento do Moderfrota terão taxas reajustadas

Medida, já publicada no Diário Oficial da União, passa a valer a partir de 1º de abril

Safra do Brasil pode chegar a 209 milhões de toneladas em 2015
Produção nacional de soja da safra 2014-2015 alcança marca de 96,2 milhões de toneladas
Valor bruto da produção agropecuária atinge R$ 421,5 bi em 2013

cana mt

O Conselho Monetário Nacional, durante reunião realizada na quinta-feira (26/3), aprovou os juros da linha de financiamento do Moderfrota, programa voltado a produtores rurais e suas cooperativas, e com isso terão suas taxas reajustadas a partir desta quarta-feira (1º de abril). A medida já foi publicada no Diário Oficial da União.

Os agricultores com renda bruta anual de até R$ 90 milhões, que pagavam taxa de 4,5%, passarão a pagar 7,5% ao ano. Para rendas superiores, os juros aumentaram de 6% para 9% ao ano.

Aos produtores rurais com operações protocoladas no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) até 27/3 e processo de contratação não concluído, foi concedido prazo até 10/4 para a formalização das operações com as taxas de juros anteriores.

De acordo com o conselho, a alteração foi realizada para que o programa esteja no mesmo patamar das taxas de juros definidas no Programa de Sustentação de Investimento (PSI – Bens de Capital), de apoio ao setor industrial.

Desta vez, também foram inclusos pulverizadores autopropelidos, montados ou de arrasto, com tanques acima de dois mil litros e barras de 18 metros ou mais, entre os novos itens financiáveis pelo Moderfrota. Até então, o financiamento desses itens eram permitidos somente para equipamentos usados.

O Moderfrota financia a aquisição de itens novos, em até oito anos, de tratores e implementos associados, colheitadeiras e suas plataformas de corte. Nos financiamentos para aquisição de equipamentos para preparo, secagem e beneficiamento de café, o público-alvo restringe-se a produtores rurais com renda bruta anual inferior a R$ 100 mil. A linha de financiamento também abrange, em até quatro anos, itens usados.

COMMENTS