Siniav deve entrar em operação no final do mês de junho

Siniav deve entrar em operação no final do mês de junho

Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos será implementado para fiscalizar o furto e o roubo de veículos e cargas

Rodoanel de SP será concluído em 2016, afirma Dersa
Presidente da CNT: “2008 foi bom para o transporte, mas graças à competência das empresas”
Brasil já tem 8 mil caminhões DAF fabricados

rodovias-litoral-paulista

O sistema que monitora a frota brasileira por meio de chips nos veículos deverá entrar em operação no dia 30/6, conforme informações do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

O Siniav (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos), que já amarga oito anos de postergação, foi criado para prevenir, fiscalizar e reprimir o furto e o roubo de veículos e cargas, além de possibilitar ações para contribuir na melhoria do trânsito nas grandes cidades.

O sistema é composto por placas de identificação eletrônica a serem instaladas nos veículos, antenas leitoras, equipamentos de configuração e sistemas informatizados que formarão as bases de dados.

Segundo o Denatran, a implantação começou em 1º de janeiro de 2013 e deve ser concluída até o fim de junho. Caberá ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de cada unidade federativa instalar o chip da sua frota e criar a estrutura que alimentará a base de dados. É nesse ponto que pode haver mais atrasos.

O chip que contém as informações do veículo será lido sempre que ele passar por antenas leitoras, móveis ou fixas em estradas e avenidas. Essa leitura vai gerar registro de passagem do veículo em cada antena. As informações serão enviadas à base de dados do órgão responsável pela instalação da antena e à base nacional de dados, mantida pelo Denatran.

A lei que cria o Siniav determina que todos os veículos, exceto os bélicos, sejam equipados com o chip, sob risco de não obterem licenciamento ou nova licença.

Carros zero quilômetro deverão sair da fábrica com a identificação eletrônica. Se retirado, o chip será invalidado. Proprietários de veículos que não possuírem a etiqueta deverão receber multa grave e perda de cinco pontos na CHN.

COMMENTS