Produção brasileira de petróleo e gás natural em janeiro atingiu 2,661 milhões de barris por dia

Resultado foi um pouco menor que o consolidado em dezembro de 2014, quando somou 2,675 milhões de barris

Brasil amarga 11ª posição entre os países com maiores taxas de impostos sobre empresas no mundo
Número de consumidores online no Brasil cresce 20% em 2014
Brasil perde cerca de R$ 40 bi por ano com acidentes de trânsito

plataforma-petrobras-estaleiro

A Petrobras informou no dia 13/2 que, no mês de janeiro, a produção total de petróleo e gás natural no Brasil foi 2,661 milhões de barris de óleo equivalente por dia, pouco menos do que o registrado em dezembro do ano anterior, que na época consolidou 2,675 milhões de barris.

A produção de petróleo e gás, incluindo a operada para empresas parceiras da estatal, atingiu 2,910 milhões de barris, mesmo nível alcançado em dezembro de 2014 (2,917 milhões).

Em nota, a companhia informa que a pequena redução no volume produzido em janeiro deve-se, principalmente, ao encerramento das operações do navio-plataforma FPSO Marlim Sul, no Campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, e do FPSO Dynamic Producer, que encerrou o teste de longa duração no Campo de Berbigão, na Bacia de Santos.

Por outro lado, o encerramento dos trabalhos nas unidades citadas foi compensada, em janeiro, pelo crescimento da produção decorrente da entrada em operação de novos poços no FPSO Mangaratiba, no campo de Lula, na Bacia de Santos, e nas plataformas P-52 e P-62, no campo de Roncador, na Bacia de Campos. Além disso, sete novos poços offshore começaram a operar nas bacias de Campos e Santos, também em janeiro.

A produção de petróleo centralizada no pré-sal das bacias de Santos e Campos atingiu no primeiro mês de 2015 a média de 669 mil barris por dia, incluída a parcela operada para as empresas parceiras, 0,5% acima do recorde atingido em dezembro, que foi 666 mil barris. A produção, caracterizada em recorde, não inclui o volume de gás natural e representa cerca de 28% da produção de óleo operada pela Petrobras no Brasil.

COMMENTS