Fiscalização reforçada em trechos perigosos de rodovias federais vai até o fim de janeiro

Fiscalização reforçada em trechos perigosos de rodovias federais vai até o fim de janeiro

Operação Integrada Rodovida concentrará operações, principalmente, nos dez trechos considerados mais perigosos

Polícia paulista prende empresários com R$ 30 milhões em cargas roubadas
Vale inicia operação do novo trem de passageiros na Estrada de Ferro Vitória a Minas
Governo de SP entrega Rodoanel Leste faltando ligação com a Dutra

rodovia-pesagem-sc

A Operação Integrada Rodovida, iniciada no dia 12/12, reforçará as ações de prevenção, fiscalização, socorro às vítimas de acidentes e campanhas educativas sobre segurança no trânsito até o dia 31/1 do ano que vem.

A iniciativa que reúne diversos órgãos federais, estaduais e municipais foi elaborada com base em estudos estatísticos da PRF (Polícia Rodoviária Federal) sobre os trechos mais perigosos das rodovias brasileiras e sobre os acidentes mais graves e frequentes.

As ações serão concentradas, principalmente, nos dez trechos de rodovias federais considerados mais perigosos. O levantamento considera os locais onde mais ocorreram acidentes graves, que resultaram em mortes ou feridos graves entre agosto de 2013 e julho deste ano.

Metade dos trechos estão na BR-101, sendo dois em Santa Catarina e três no Espírito Santo. Juntos, os cinco locais somam um total de 478 acidentes graves e 50 mortes.

O mais perigoso está na BR-222, no Ceará, que teve 168 acidentes graves no período de um ano, com nove mortos e 204 feridos graves.

Com informações da CNT

COMMENTS