Fiscalização reforçada em trechos perigosos de rodovias federais vai até o fim de janeiro

Fiscalização reforçada em trechos perigosos de rodovias federais vai até o fim de janeiro

Operação Integrada Rodovida concentrará operações, principalmente, nos dez trechos considerados mais perigosos

SEST SENAT quer formar 67 mil novos motoristas
Restrições na Marginal Tietê completam um mês
FPT Industrial atinge marca de 400 mil motores a diesel produzidos na América Latina

rodovia-pesagem-sc

A Operação Integrada Rodovida, iniciada no dia 12/12, reforçará as ações de prevenção, fiscalização, socorro às vítimas de acidentes e campanhas educativas sobre segurança no trânsito até o dia 31/1 do ano que vem.

A iniciativa que reúne diversos órgãos federais, estaduais e municipais foi elaborada com base em estudos estatísticos da PRF (Polícia Rodoviária Federal) sobre os trechos mais perigosos das rodovias brasileiras e sobre os acidentes mais graves e frequentes.

As ações serão concentradas, principalmente, nos dez trechos de rodovias federais considerados mais perigosos. O levantamento considera os locais onde mais ocorreram acidentes graves, que resultaram em mortes ou feridos graves entre agosto de 2013 e julho deste ano.

Metade dos trechos estão na BR-101, sendo dois em Santa Catarina e três no Espírito Santo. Juntos, os cinco locais somam um total de 478 acidentes graves e 50 mortes.

O mais perigoso está na BR-222, no Ceará, que teve 168 acidentes graves no período de um ano, com nove mortos e 204 feridos graves.

Com informações da CNT

COMMENTS