Governo desenvolve projeto para organizar fluxo de caminhões em grandes portos

Governo desenvolve projeto para organizar fluxo de caminhões em grandes portos

Com AALPs (Áreas de Apoio Logístico Portuário), autoridades visam aprimorar a mobilidade local e o escoamento em 16 unidades portuárias

Mercedes-Benz: ouvir as estradas deu resultado. E muito!
JSL estabelece critérios socioambientais para homologação de fornecedores
TGA Logística investirá em frota e terminais para expandir operações

porto-sao-francisco

A Secretaria dos Portos está desenvolvendo, com recursos do governo federal, as AALPs (Áreas de Apoio Logístico Portuário). O projeto consiste em uma série de ações que visam garantir ágil fluxo de caminhões nos arredores de unidades portuárias. 16 portos do País deverão ser contemplados, ainda sem previsão de implantação.

A ideia principal da AALP é organizar o fluxo de cargas destinadas ou provenientes do porto promovendo a racionalização dos acessos portuários, diminuindo o impacto que o escoamento causa na mobilidade da cidade e no próprio porto.

A AALP consiste em soluções como pátios de estacionamento de caminhões, armazenagem, e ainda serviços como bancos, hotéis, lanchonetes etc. o novo procedimento a ser aplicado será anexado ao projeto Cadeia Logística Portuária Inteligente, que prevê o acompanhamento do acesso de veículos aos portos por meio de um sistema integrado de informações, o Portolog.

O projeto é realizado em conjunto com a Universidade Federal de Santa Catarina, e contempla os seguintes portos: Santos (SP), Paranaguá (PR), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Santarém (PA), Suape (PE), Rio Grande (RS), Itajaí (SC), Imbituba (SC), Pecém (CE), Salvador e Aratu (BA), Itaqui (MA), Itaguaí e Rio de Janeiro (RJ), São Francisco do Sul (SC), Vila do Conde (PA).

A primeira reunião de trabalho com representantes das Autoridades Portuárias contempladas pelo projeto ocorreu em setembro. Na ocasião, foi apresentado o intento, o cronograma de execução, as responsabilidades e os próximos passos a serem efetuados.

COMMENTS