Michelin atende demanda de caminhões e ônibus com nova geração de pneus

Michelin atende demanda de caminhões e ônibus com nova geração de pneus

Fabricante busca na tecnologia X Core proporcionar maior resistência e durabilidade à carcaça do pneu sem câmara; projeto foi idealizado inteiramente no Brasil

Transportadores adotam balizador de fretes visando evitar desastre financeiro na safra 2015
Indústria goiana contrata solução de TI para gerenciar frota de 170 caminhões
Foton Aumark do Brasil inaugura concessionárias em São Paulo

michelin-pneu-x

A Michelin está expandindo sua participação no segmento de ônibus e caminhões com o lançamento da tecnologia Michelin X Core, nova geração de pneus desenvolvida no Brasil.

A novidade X (radial) Core (núcleo) tem como característica proporcionar maior resistência e durabilidade à carcaça do pneu sem câmara, com ganhos de até 10% de rendimento quilométrico, isso comparado aos pneus antecessores, considerando a vida total, incluindo as recapagens.

De acordo com Feliciano Almeida, diretor de marketing e vendas de pneus de ônibus e caminhões da Michelin para a América do Sul, o investimento no novo projeto foi impulsionado pela necessidade dos transportadores brasileiros, que operam em diversas condições adversas.

michelin-itatiaia

As mudanças foram promovidas em três partes do produto: talão (área em contato direto com a roda), topo (que toca o solo) e flanco (laterais). Com isso, o novo composto de borracha, segundo a fabricante, permite maior resistência a choques e perfurações, e a nova proteção em nylon em volta do aro possibilita maior resistência a aquecimento do talo.

A fabricante testou a durabilidade e a resistência do pneu simulando as condições de uso dos clientes, com aproximadamente 80 mil unidades ao longo de quatro anos.

Em relação aos valores praticados, a nova tecnologia proporciona um incremento de 1% no preço dos novos pneus, que estarão disponíveis no mercado a partir de outubro.

“Sabemos que o pneu é um dos três maiores custos de um transportador. Por isso, torna-se fundamental, para o ganho de produtividade, utilizar todo o potencial da vida do pneu. Michelin X Core vem justamente ao encontro desta demanda, respondendo às necessidades e expectativas do mercado, ao contribuir para a redução do custo operacional do transporte”, comenta Feliciano Almeida, Diretor de Marketing e Vendas de pneus de ônibus e caminhão da Michelin para América do Sul.

O desenvolvimento da tecnologia faz parte de uma quantia estimada em € 60 milhões, reservada pela empresa anualmente para fomentar a área de pesquisa e desenvolvimento em todo o mundo.

COMMENTS