América do Sul é a região com maior expectativa de crescimento na aviação civil

Até 2032, demanda pelo modal aéreo no continente poderá desenvolver 6,9% ao ano, aponta estudo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento)

Embraer encerra 3º trimestre com prejuízo líquido de R$ 24,3 milhões
Airbus entrega milésimo A330 a Cathay Pacific Airways
Rolls-Royce fecha acordo bilionário de fornecimento de motores com a Scandinavian Airlines

aeroporto-de-salvador

De acordo com resultados apontados em um estudo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), divulgados no dia 10/9, a América do Sul é uma das regiões do planeta com maior expectativa de crescimento da aviação civil para os próximos 20 anos.

Estima-se que até 2032 a demanda pelo modal aéreo no continente desenvolva 6,9% ao ano, o que significa o maior índice do planeta. Na Europa, a expectativa é alta de 6%.

A média global na última década foi de um crescimento anual de 4,6%. Nos últimos sete anos, a oferta de assentos em voos regionais na América do Sul saltou de 16,4 milhões para 22,7 milhões, um desenvolvimento de 38% desde 2007 até este ano.

A rota São Paulo-Fortaleza foi a que apresentou maior crescimento percentual em toda América Latina, com 11% entre 2002 e 2012. No âmbito dos aeroportos, Confins (MG) foi o destaque, com aumento de 37% no período.

COMMENTS