Governo aprova injeção de mais R$ 11 bi no PSI para ônibus e caminhões

Governo aprova injeção de mais R$ 11 bi no PSI para ônibus e caminhões

Ao todo, Conselho Monetário Nacional liberou R$ 30 bilhões para Programa de Sustentação dos Investimentos em diversas categorias

Grupo ZF planeja venda direta ao cliente com cartão BNDES
BNDES aprova financiamento de R$ 2,6 bi na compra de sete navios-tanque da Transpetro
BNDES anuncia alterações no PSI e Procaminhoneiro

caminhao-falta-motoristas

O CMN (Conselho Monetário Nacional) aprovou, nesta quinta-feira (31/7), a injeção de mais R$ 30 bilhões no PSI (Programa de Sustentação dos Investimentos), que tem como objetivo tornar viável alguns empréstimos para o setor produtivo realizar investimentos com juros subsidiados pela Secretaria do Tesouro Nacional.

A maior liberação de recursos é a de ônibus e caminhões, para pessoas jurídicas. Neste caso, o limite para empréstimo subiu em R$ 11 bilhões. Já a linha destinada à compra de bens de capital (máquinas e equipamentos para produção) de micro e pequenas empresas terá mais R$ 4,6 bilhões.

A linha geral para aquisição de bens de capital recebeu autorização para R$ 3,52 bilhões em novos financiamentos e a linha de crédito para máquinas agrícolas teve um reforço de R$ 3,4 bilhões.

Os empréstimos para inovação e produção ganharam uma autorização de mais R$ 1 bilhão, enquanto que a linha de inovação terá mais R$ 4 bilhões disponíveis. A linha de inovação tecnologia do Finep terá mais R$ 2 bilhões.

Para o secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, João Rabelo, a ideia é dar estímulo aos investimentos e ampliar o nível de atividade da economia. De olho na inflação, a medida, segundo ele, segue a direção da liberação de R$ 45 bilhões para os bancos emprestarem anunciada na semana passada pelo Banco Central.

Com informações do G1

COMMENTS