Brado Logística passa a consolidar transporte de madeira

Empresa de transporte ferroviário está operando com madeira tipo teca (tora e serrada) para exportação

Brado estuda aplicação de logística reversa em transporte ferroviário de contêineres
Brado firma acordo com FI-FGTS para receber aporte de R$ 400 milhões
Brado Logística investe R$ 8 mi na ampliação de câmara frigorífica

brado

A empresa de transporte ferroviário Brado Logística anunciou recentemente que passou a consolidar operações de madeira tipo teca (tora e serrada) para exportação.

As cargas de madeira teca são oriundas das fazendas no interior dos Estados do Mato Grosso e Rondônia. A Brado, em Rondonópolis (MT), recebe e armazena, para posteriormente realizar a estufagem dos contêineres e embarque ferroviário até os Terminais Portuários de Santos (SP).

“A Brado veio durante o ano estruturando o projeto e aprendendo a operar com madeira serrada e toras e este aprendizado nos remete a um mercado que hoje temos participação crescente. Atualmente são seis clientes, ante um grande player no início de 2014”, explica o Gerente Comercial do Corredor Larga da Brado, Renan Silva.

Somente o Mato Grosso, nos últimos 12 anos, registrou crescimento de 361% de área plantada, frente aos 13 mil hectares no ano de 2000. De acordo com a Arefloresta (Associação de Reflorestadores de Mato Grosso), o Estado possui a maior área plantada de teca e tem se destacado pela produção dessa madeira. Estima-se que aproximadamente 40% dos 60 mil hectares de teca estejam com idade superior a 10 anos, espaço de tempo próprio para o desbaste.

“O setor é promissor e tem tudo para crescer ainda mais a longo prazo. O aumento da produção vai gerar uma demanda maior para este tipo de operação e é neste momento que aparece a Brado para atender este volume e ajudar na expansão das operações de madeira teca no Brasil”, comenta o presidente da Arefloresta, Fausto Takizawa.

COMMENTS