Projeto propõe substituir CNH roubada por boletim de ocorrência

Atualmente, dirigir sem carteira é considerado infração grave, punida com multa de R$ 574,62 e apreensão do veículo

Autoescolas solicitam auxílio da Câmara para abolir aulas com simuladores
Transferência de pontos na CNH dispensa cartório
SEST SENAT vai oferecer CNH gratuita para jovens de Brumadinho (MG)

cnh-pontos

Está em análise na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 6415/13, que permite aos motoristas substituir a CNH (Carteira Nacional de habilitação) pelo boletim de ocorrência e o pedido de segunda via, em caso de perda ou roubo do documento.

Hoje, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir sem CNH é infração grave, punida com multa de R$ 574,62 e apreensão do veículo.

Para o deputado Giovani Cherini (PDT-RS), autor da proposta, mesmo quando o motorista é assaltado ou perde os documentos, fica sujeito ao rigor da lei. “Além de ter que enfrentar a burocracia para retirar novo documento, o cidadão fica impossibilitado de usufruir o direito de conduzir seu veículo até a nova impressão da CNH”,
A proposta, em caráter conclusivo, foi encaminhada às Comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

COMMENTS