Grupo Tracker encontra caminhão argentino roubado no Paraná

Veículo foi roubado em maio enquanto trazia um carregamento de queijo da Argentina ao Brasil

Testamos o Mercedes-Benz Atego 2430: o semipesado com câmbio automatizado
Veloce Logística investe R$ 15 mi e espera faturar R$ 185 mi em 2011
Novo eActros Long Haul elétrico transporta 42 toneladas por 500 quilômetros
roubo-de-caminhao
A empresa de rastreamento e monitoramento Grupo Tracker localizou um caminhão argentino que havia sido foi roubado em maio na cidade de Curitiba (PR), enquanto transportava uma carga de queijo entre os países vizinhos. O veículo foi encontrado na Estrada da Graciosa (PR-410) com a placa do cavalo mecânico trocada e a carreta frigorífica sem a numeração do chassi.
 
“O dispositivo de radiofrequência permitiu a localização precisa do veículo. Isso porque a maioria dos roubos de carga no país é feita com a troca do cavalinho, que esconde os equipamentos de rastreamento e monitoramento”, explica o diretor de Operações do Grupo Tracker, Carlos Alberto Betancur Ruiz.
 
A comunicação do roubo foi feita pela Central de Comando do Grupo Tracker na argentina que enviou o boletim de ocorrência lavrado na Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC) para a Central brasileira.
 
Quando a Polícia Civil chegou ao local, encontrou o caminhão carregado com carne suína e não mais com a muçarela. A carreta e o cavalo mecânico foram levados para a Delegacia da Polícia Civil (COPE) e a carne foi retirada pela a empresa contratante. Próximo ao lugar localizaram a carga de muçarela conservada em uma câmara refrigerada.
 
“Essa recuperação só foi possível graças à nossa equipe de pronta resposta, que cobre o território nacional 24 horas por dia, e à ótima relação que o Grupo Tracker tem com as autoridades policiais”, ressalta Betancur.
 
O Grupo Tracker possui atuação em 19 países, o que possibilita sua ação internacional na recuperação de veículos. Em seus 13 anos de existência, resgatou cerca de 29 mil automotores, um prejuízo evitado para as empresas de aproximadamente R$2,2 bi.

COMMENTS