Testamos o Iveco Hi-Way 560 cavalos

Testamos o Iveco Hi-Way 560 cavalos

Cavalo mecânico sensação da marca italiana chegou ao Brasil no ano passado trazendo características Premium para os caminhões extrapesados da linha Stralis e o resultado é conforto na estrada e entrega de performance conforme o prometido

Impostômetro registra marca de R$ 1 trilhão
DHL Supply Chain irá participar do Dia Nacional da Coleta de Alimentos, no sábado (5)
Ajustador automático de freio será obrigatório em veículos comerciais com ABS em 2014

teste-iveco-hiway02

A reportagem do Portal Transporta Brasil foi convidada pela Iveco para realizar um teste técnico com o caminhão top de linha da marca, o Stralis Hi-Way, e pegou a estrada para conhecer de perto o que este produto premiado na Europa, agora fabricado em Sete Lagoas (MG), se comporta na operação.

Nossa missão foi acompanhar um trajeto que partiu de Jundiaí, a cerca de 60 quilômetros de São Paulo, e seguiu pela Rodovia Dom Pedro I (SP-065) até a Serra do Igaratá, ao Norte da capital, na região das represas do Sistema Cantareira. A viagem completa totalizou 242 quilômetros, passando por Itatiba, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista, e voltando para Jundiaí.

teste-iveco-hiway01

O caminhão, no laranja tradicional que marcou o lançamento do Hi-Way, foi conduzido pelo especialista Demo Driver Tarcicio Filippetto, que fez questão de demonstrar todas as características do produto, como que realizando uma entrega técnica ao cliente: basculação da cabine, itens de série, acesso aos comandos de serviço e manutenção, características da carga, tudo foi explicado pelo profissional.

O Hi-Way 560 cavalos com tração 6×4 atrelado a um bitrem carregado com peso de balança, 57 toneladas, iniciou o trajeto demonstrando a força do motor FPT Cursos de 13 litros e as facilidades trazidas ao condutor pela caixa automatizada de 16 velocidades. “O motorista, dentro deste caminhão, tem toda facilidade, como retomadas tranquilas e torque suficiente para operar com a carga máxima e não se cansar tanto. O caminhão dá uma segurança e um controle de todo o conjunto que deixa o condutor muito à vontade”, relatou o motorista.

De fato, os recursos do Iveco Hi-Way à mão do motorista são muitos, e o modelo esbanja itens de conforto e facilidade para os condutores. A versão teto alto e a nova cama abrigaram bem este repórter, com quase dois metros de altura. O geladeira a bordo, os diversos porta-objetos, o ar-condicionado digital, a cortina elétrica de pára-brisa e o climatizador de baixo ruído chamam atenção.

A performance do caminhão também traduz bem o que se espera do modelo: o trajeto de 240 quilômetros, rodados em pouco mais de três horas, com velocidade média de 60 km/h, teve um consumo médio de diesel de 1,89 km/litro, considerável para um conjunto de 57 toneladas rodando em trechos urbanos, rodovias com alto tráfego e trechos em aclive e declive acentuados.

A tecnologia também é um dos pontos altos do caminhão. O computador de bordo permite acompanhar dados como nível do ARLA 32, pressão dos circuitos de freio, tempo de funcionamento do motor e as médias de consumo. Todos os dados da operação, incluindo características de direção, podem ser baixados via uma tomada USB para o computador do usuário pelo sistema Iveco Frota Fácil, que permite a gestão do caminhão com dados reais e precisos.

O Iveco Hi-Way versão 6×4 com motorização Euro 5 de 560 cavalos pode ser encontrado no mercado brasileiro com preço médio de R$ 395.000,00, segundo a fabricante.

COMMENTS