Em seis meses, agricultura empresarial no Brasil financia R$ 2,79 bi em armazenagem

Quantia representa 62% dos R$ 4,5 bilhões disponibilizados em crédito para a agricultura empresarial durante a safra 2013/14

Conab anuncia construção de 10 unidades de armazenagem no País
Petrobras terá diesel S-50 e Arla 32 em 900 postos a partir de janeiro
CTF: força para a mobilidade e apetite pelo mercado

frete-milho

Produtores e cooperativas já receberam R$ 2,79 bilhões entre julho do ano passado e janeiro deste ano de financiamentos autorizados pelo governo federal para a construção e reforma de armazéns. A quantia é equivalente a 62% dos R$ 4,5 bilhões em crédito disponibilizados para a agricultura empresarial durante a safra 2013/14.

Por meio do PCA (Programa para Construção e Ampliação de Armazéns), foram contratados R$ 2,18 bilhões dos R$ 3,5 bilhões disponíveis. Já pelo PSI (Programa de Sustentação de Investimento) para cerealistas, os empréstimos somam R$ 611 milhões de R$ 1 bilhão destinado para a categoria citada.

Para o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller, não faltarão recursos para os produtores interessados nessas operações.

“Um exemplo é a linha de crédito do PSI, que disponibilizou R$ 7 bilhões durante a safra atual, mas já passou em mais de 32% do valor inicialmente programado. Isso porque o governo federal deixou claro que continuará concedendo empréstimos aos produtores com taxas de juros baixos mesmo que os limites das modalidades de crédito sejam atingidos”, explicou.

COMMENTS