BR-381/MG já conta com sete lotes licitados para duplicação e restauração

Trecho de 303 quilômetros entre Belo Horizonte e Governador Valadares foi dividido em 11 lotes para contratação das empresas responsáveis pelas obras

DNIT anuncia Novo Plano Nacional de Controle de Velocidade nas rodovias federais
DNIT lança Atlas Multimodal
Contorno viário do Mato Grosso vai receber quase 22 milhões de reais em obras

br-381-mg

Sete lotes da BR-381, em Minas Gerais, já estão licitados para duplicação e restauração. O trecho, que ao todo abrange 303 quilômetros (de Belo Horizonte até Governador Valadares), foi dividido em 11 lotes para contratação das empresas responsáveis pelas obras. De acordo com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), outros três editais estão abertos e a previsão é que o último seja publicado ainda este mês.

O contrato também prevê a construção de cinco túneis, 34 pontes e 66 viadutos, 31 passarelas, 150 paradas de ônibus e implantação de 133 mil metros de defensas. Os consórcios contratados dos sete lotes já licitados estão finalizando os projetos executivos.

As licitações ainda estão em andamento nos lotes 4 (que vai de Ribeirão Prainha até o acesso Sul de Nova Era), 5 (do acesso Sul de Nova Era até João Monlevade) e 8A (do entroncamento com a MG-435 em Caeté até o entroncamento com a MG-020). O edital que deve ser lançado neste mês é para as obras no lote 8B (do entroncamento com a MG-435 até o entroncamento com a MG-020, Avenida Cristiano Machado, em Belo Horizonte).

O DNIT pretende elaborar e licitar ainda este ano mais um anteprojeto de engenharia para a região de Governador Valadares, com a duplicação de 90 quilômetros, voltado especialmente para áreas rurais.

A BR-381 tem 1.181 quilômetros de extensão e liga Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal alguns trechos localizados entre o km 340 e o km 930 estão entre os cem mais perigosos do País.

COMMENTS