Paraná investe R$ 2,5 bilhões em infraestutura visando escoamento da próxima safra

Com a promessa de ser recorde do Estado, safra 2013/14 impulsiona manutenção das vias rurais, rodovias estaduais, portos linhas férreas

Agrale vende 320 tratores para o Zimbábue
Brasil tem safra de grãos recorde
Valor bruto da produção agropecuária atinge R$ 421,5 bi em 2013

obras_parana

De olho na safra 2013/14, que tem como expectativa a exportação de cerca de 16,4 milhões de toneladas de soja, o Paraná está investindo aproximadamente R$ 2,5 bilhões na melhora de vias rurais, rodovias estaduais, nos portos e também na Ferroeste, companhia ferroviária do Estado.

A primeira ação de melhoria acontece nas áreas produtoras com a readequação de estradas rurais. Atualmente, mais de 1.200 quilômetros de estradas vicinais já foram aprimorados, com um investimento anual de R$ 42 milhões.

Os investimentos nas rodovias do Estado chegam a R$ 2,2 bilhões. Deste valor, R$ 1,7 bilhão está sendo aplicado em obras de duplicações em nove trechos estratégicos da malha rodoviária estadual e no Anel de Integração.

Os recursos são do governo estadual, destinados por meio do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) ou em parceria com as concessionárias.

As obras somam 118,2 quilômetros de implantação de pistas duplas. Os trechos em obras estão localizados nas rodovias PR-445 (dois trechos), PR-323, BR-376 (dois trechos), BR-369/BR-376, PR-417, PR-317 e BR-277 (quatro trechos). Além disso, em 2013, já foi entregue a duplicação de 14 quilômetros entre Medianeira e Matelândia (BR-277), no Oeste do Estado.

Neste domingo (9/2), o governo liberou os primeiros sete quilômetros do contorno de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Os outros R$ 537 milhões foram investidos em 2013 para recuperar e conservar quase 12 mil quilômetros de estradas paranaenses.

No âmbito do transporte ferroviário, a Ferroeste planeja aprimorar suas atividades com a operação de carga de grãos feita integralmente pela empresa, entre Cascavel a Guarapuava, o que acelera o transporte dos produtos das regiões Oeste e dos Campos Gerais. Outra ação é a ampliação da operação, que no segundo semestre de 2014 chegará até Ponta Grossa.

Nos Portos do Paraná, o investimento chegou a R$ 247 milhões em 2013. Entre as ações está a consolidação do sistema Carga Online, de gerenciamento do fluxo de caminhões na descarga de grãos no Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. Outra ação foi a assinatura do maior contrato de dragagem, onde mais de R$ 114 milhões foram investidos, medida que oferece mais segurança e melhores condições operacionais e de manutenção.

COMMENTS