Panalpina envia cargueiro com donativos para ajudar em campanha da Unicef na República Centro-Africana

Aeronave 747-8F transportou 100 toneladas suprimentos como materiais hospitalares e equipamentos, medicamentos, roupas, barracas, colchonetes, mosquiteiros, cobertores, recipientes com água, sabão e utensílios de cozinha

17º Passeio Ciclístico Dia do Chevrolet reúne cerca de três mil em São Caetano do Sul (SP)
Campanha do agasalho da Estrada Transportes arrecada cerca de 800 peças
Braspress auxilia vítimas da catástrofe em Nova Friburgo (RJ)

panalpina-donativos

A companhia de logística Panalpina utilizou um de seus aviões 747-8F para transportar 100 toneladas suprimentos de emergência para a República Centro-Africana. A ação foi organizada em parceria com o UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a carga voou de Luxemburgo para Bangui, a capital do país, no último dia 18.

De acordo com a Unicef, a República Centro Africana está enfrentando uma grave situação humanitária que afeta toda a população de 4,6 milhões de pessoas. Graves violações de direitos humanos ocorrem quase que diariamente e incluem a destruição de hospitais, escolas, casas e igrejas. As instalações e áreas em torno do aeroporto de Bangui também são alvos de frequentes e intensos combates. Tropas francesas tentam manter o local seguro e, juntamente com a modesta infraestrutura aeroportuária, ampliaram o desafio e a agilidade da operação, o que foi crucial para o sucesso da missão.

Os suprimentos de emergência da Unicef entregues ao país incluem materiais hospitalares e equipamentos, medicamentos, roupas, barracas, colchonetes, mosquiteiros, cobertores, recipientes com água, sabão e utensílios de cozinha.

“O Natal é um tempo para refletir sobre os privilégios que desfrutamos e, talvez, nem sempre apreciamos plenamente. Esperamos que esta contribuição traga um alívio para os menos afortunados”, diz o CEO da Panalpina Peter Ulber . “Para a realização deste transporte, tivemos que colocar nossas aeronaves de forma rápida e segura em condições muito difíceis em um local remoto. Sou grato a todos que fizeram dela um sucesso”, conclui.

COMMENTS