Unidade da Mercedes-Benz em Wörth, na Alemanha, completa 50 anos

Unidade fabril de caminhões localizada a 25 quilômetros de Berlim já soma 3,6 milhões de veículos produzidos

Iveco fecha 5 fábricas até final do ano na Europa
Hamburg Süd e Aliança apoiam projeto de música clássica
Retrak Empilhadeiras investe R$ 11,7 mi para ampliar frota

mercedes-fabrica-worth

Considerada a maior fábrica de caminhões do mundo, a unidade da Mercedes-Benz em Wörth, Alemanha, completou 50 anos de atuação no dia 1º de outubro. A planta já foi responsável pela produção de mais de 3,6 milhões de veículos. Os pesados saídos da instalação são fornecidos para 150 países ao redor do mundo e a fábrica emprega cerca de 12 mil funcionários.

Hoje, um em cada dois caminhões da Mercedes-Benz registrados na Alemanha é produzido na cidade que fica a 25 quilômetros de Berlim. Além dos veículos da família Actros, Arocs, Axor, Antos e Atego, em Wörth, a Daimler fabrica os caminhões especiais Mercedes-Benz, que incluem as linhas Unimog, Econic e Zetros.

Em 1996, Wörth tornou-se palco de uma iniciativa de remodelação inédita adotada pela Mercedes-Benz por meio da estréia do caminhão pesado Actros, totalmente redesenhado. Dois anos mais tarde, a companhia apresentou os modelos da linha Atego. E em 2001, foi o lançamento da produção em série do novo pesado Axor, utilizado para os setores de transportes de longa distância e para transportes pesados de curto percurso.

Mais de 100.000 veículos são fabricados nessa unidade por ano. Com cerca de 480.000 metros quadrados, a planta de Wörth produz 470 caminhões por dia. Além disso, o nível de produção de veículos comerciais foi aprimorado desde 2008 com o estabelecimento da central de desenvolvimento e testes para caminhões.

COMMENTS