Polícia Federal desmantela quadrilha de traficantes funcionários da GOL

Grupo traficante de drogas se passava por funcionários da empresa que ocupavam posições-chave na chefia dos setores de carga, com o intuito de viabilizar o embarque da cocaína para o Nordeste

Lufthansa aumenta frequência de voos entre RJ e Frankfurt, na Alemanha
Vencedor do leilão de Viracopos não prevê investimentos em curto prazo
Demanda na aviação civil no Brasil cresce 2,9% em março

news-policia-federal

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (15/10) a Operação LOG em repressão ao tráfico de drogas. A investigação teve início em abril deste ano, com a apreensão de 47 kg de cocaína no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), tendo como destino primário Fortaleza (CE).

A operação foi deflagrada simultaneamente em três estados: São Paulo, Ceará e Rio Grande do Norte com o cumprimento de quatro mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca domiciliar. Além das prisões, foram apreendidos veículos e outros bens adquiridos com o lucro do tráfico. Com a prisão dos envolvidos será possível identificar o destino final e distribuição da droga.

De acordo com a Polícia, a quadrilha se passava por funcionários da empresa aérea GOL que ocupavam posições-chave na chefia dos setores de carga, com o intuito de viabilizar o embarque da cocaína para a Região Nordeste. O transporte da droga era realizado por meio de procedimento que utilizava malote interno da empresa, designado ao transporte de material específico da companhia aérea. Tal procedimento isentava a carga de inspeção de raio-X e documentação fiscal.

Os traficantes atuaram por aproximadamente um ano. Foram confirmados dez embarques com o mesmo procedimento, o que totalizou mais de meia tonelada de cocaína.

COMMENTS