Nova fábrica de pneus no Paraná movimenta logística da região

Nova fábrica de pneus no Paraná movimenta logística da região

Unidade de produção do Grupo Sumitomo na região de Curitiba terá capacidade de até 15 mil pneus por dia em 2015 e alimentará mercado nacional com pneus de passeio e de utilitários leve. Planta é uma das mais modernas do grupo e entrou em operação em abril deste ano, inaugurando a nova fase da marca Dunlop no Brasil

Acidente com cargueiro americano fecha aeroporto de Viracopos (SP)
Lufthansa Cargo amplia aproveitamento de espaço em 69% em 2013
Porto de São Francisco do Sul (SC) bate recorde de movimentação de carga

fabrica-sumitomo-br00

A nova fábrica do Grupo Sumitomo Rubber do Brasil, que vai produzir os pneus da marca Dunlop na Região Metropolitana de Curitiba (PR), acaba de ser inaugurada e já é um marco na indústria paranaense, demandando um projeto logístico personalizado e trazendo ao Brasil modernos conceitos de produção, diretamente do Japão, terra-natal dos investidores da planta.

Localizada em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, a fábrica de pneus tem capacidade inicial de produzir 2 mil unidades por dia, podendo chegar, em 2015, a uma produção diária de 15 mil unidades para abastecer os mercados internos de reposição de pneus de passeio e utilitários. A Dunlop, uma das marcas do grupo, comercializa também, aqui no Brasil, pneus para veículos de carga de diversas categorias, mas, por enquanto, estes produtos seguirão sendo importados e terão produção nacional a partir da segunda fase da fábrica paranaense. O investimento total da planta foi de R$ 750 milhões, segundo a empresa.

O Portal Transporta Brasil visitou a planta da Sumitomo Rubber e constatou os modernos conceitos de produção para os pneus Dunlop, incluindo o sistema exclusivo de produção dos pneumáticos sem emenda, o que confere maior qualidade aos produtos. “Esta é a mais moderna fábrica do grupo fora do Japão e os equipamentos e conceitos aqui empregados estão entre os mais tecnológicos e inovadores do grupo. A fábrica do Paraná da Sumitomo é o estado da arte em tecnologia de produção, layout e sistemas”, conta  Marco Dilélio, gerente Sênior de Logística da Sumitomo Rubber do Brasil.

Logística pensada desde o projeto

fabrica-sumitomo-br01

Dilélio conta que a escolha pelo Estado do Paraná foi estratégica e levou em conta os aspectos logísticos: “A decisão do grupo está relacionada prioritariamente às vantagens geográficas que a região oferece, e também pela concessão dos incentivos que o governo apresentou. É óbvio que os aspectos logísticos contaram também. Nesse aspecto, posso destacar a proximidade dos terminais portuários, bem como dos entroncamentos de algumas rodovias muito importantes, como a BR-101”, diz o gestor.

Além disso, o gerente revela que a logística da fábrica foi pensada de modo personalizado, com projeto e operações próprios. “A própria direção logística é responsável pela gestão e operação da logística interna da fábrica. Para operação externa, como transporte, armazenagem, operações ligadas aos portos, aí sim nós temos parceiros”, conta.

Transportadoras de renome como JSL e Dalçóquio fornecem os serviços necessários para alimentação da linha de produção. Outro destaque na logística da recém-inaugurada fábrica de pneus paranaense é o investimento em estrutura.

De acordo com o gerente Dilélio, a estrutura da fábrica, que conta com armazém com cerca de 35 mil posições/pallet, vias internas preparadas para a circulação de rodotrens, espaços previstos para a movimentação de palleteiras e empilhadeiras e sistema WMS próprio, teve um investimento de cerca de R$ 25 milhões somente em logística interna.

“Nós estamos em um processo aumento de produção na fábrica. Hoje, nós começamos a fazer dois mil pneus/dia, então nós não temos muito caminhões de matéria prima. Hoje, em média, utilizamos duas carretas diárias de matéria prima. Mas quando nós atingimos os 15 mil dessa primeira fase, 15 mil pneus diários, nós devemos ter em torno de 20 caminhões relativos à matéria prima e 15 de produto acabado sendo expedidos out bound.  Nós já operamos com externamente com os pneus que já vendemos e distribuímos em toda região do Brasil. Hoje estamos com volume médio de 20 carretas diárias de expedição”, explica o executivo.

Leia a entrevista completa com o gerente Sênior de Logística da Sumitomo Rubber do Brasil, Marco Dilélio.

COMMENTS