Governo da BA e Grupo CCR firmam acordo de concessão do metrô de Salvador e Lauro de Freitas

Modelo de PPP, contrato marca o início da permissão de 30 anos, o que envolve a construção e operação do sistema metroviário

Rossetti fornece 230 caçambas para o Governo Federal
Caminhoneiros poderão ter até 40 pontos na CNH
Iveco fornece dois veículos ao Corpo de Bombeiros de Goiás

metro-salvador-projeto

O Governo do Estado da Bahia e o Grupo CCR, vencedor da licitação para a construção e operação do sistema metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, firmaram, nesta terça-feira (15/10), o contrato que marca o início da concessão de 30 anos. A permissão é um modelo de PPP (Parceria Público-Privada) na qual fazem parte a concessionária, o Estado e a União.

Em agosto, o documento apresentado pela CPC (Companhia de Participações em Concessões), empresa que integra o Grupo CCR, venceu o processo de licitação organizado pelo Governo do Estado da Bahia. A proposta inclui além dos investimentos em construção, equipamentos, sistemas e material rodante, a adequação, reforma, manutenção e operação dos Terminais de Integração de Passageiros e das estações do metrô.

O governo baiano publicou o edital para a conclusão da Linha 1 e a implementação da Linha 2 do metrô de Salvador e Lauro de Freitas, totalizando 33,4 quilômetros de linhas e 19 estações.

Há também a previsão de extensão de ambas as linhas, podendo a Linha 1 ser estendida de Pirajá até Cajazeiras/Águas Claras e a Linha 2, do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães até o município de Lauro de Freitas.

O projeto tem como premissa a melhoria do Sistema de Transporte Público de Salvador e Lauro de Freitas, promovendo a integração física, operacional e tarifária entre ônibus e metrô.

COMMENTS