Governo descarta aumento no diesel, pelo menos até o fim do ano

Governo descarta aumento no diesel, pelo menos até o fim do ano

Para Edison Lobão, governo não cogita neste momento a liberação de reajustes sugeridos pela Petrobras com o intuito de alinhar aos preços internacionais

Impostômetro atinge a marca de R$700 bi
SP ainda não cobra por eixo suspenso, diz Artesp
Impostômetro atinge marca de R$ 1,5 trilhão

combustiveis-13

Segundo o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, a possibilidade de um aumento nos preços da gasolina e do diesel está descartada até o final do ano.

Ele informou que, por decisão do conselho de administração da Petrobras – cujo presidente é o ministro da Fazenda –, o governo não cogita neste momento a liberação de reajustes para os produtos.

Lobão também ressalta que é papel da Petrobras pedir os reajustes de preços e que a diretoria da empresa tem de zelar pela saúde financeira da companhia.

“O governo olha isso com cuidado e todo c arinho, com todo apreço, mas olha também a situação econômica do País de um modo geral. Tem sempre a preocupação de não permitir que modificações no caminho causem uma turbulência que gere inflação. O fato da Petrobras pedir é visto pelo governo como uma obrigação dela”, declarou.

A Petrobras pede a revisão dos preços quando considera que os valores não estão alinhados aos preços internacionais.

Ainda de acordo com o ministro, o lucro líquido da estatal este ano superará R$ 20 bilhões, e a falta de alinhamento dos preços da gas olina e do diesel com o mercado internacional não deverá prejudicar a receita da companhia.

COMMENTS