Tarifa Aérea Média Doméstica Real de 2012 tem alta de 0,84%, segundo Anac

Balanço do ano passado quebra sequência de três anos consecutivos de redução do preço médio pago pelo passageiro em uma viagem

Aeroportos no interior paulista têm capacidade superada, aponta especialista
Leilão de aeroportos de SP e DF arrecada R$ 24,5 bi
Beechcraft fecha 2º trimestre com aumento de 75% nas vendas

anac-passageiros-aeroporto

Segundo levantamento da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a Tarifa Aérea Média Doméstica Real de 2012 ficou em R$ 294,83, valor 0,84% superior ao apurado em 2011 (R$ 292,38). O acréscimo quebra a sequência de três anos consecutivos de redução das tarifas aéreas domésticas. Em comparação com 2002, o valor ficou 42,77% inferior à tarifa aérea média de R$ 515,17 registrada naquele ano.

A tarifa é um indicador que representa o preço médio pago pelo passageiro em uma viagem, em razão da prestação dos serviços de transporte aéreo. O valor é calculado por meio da média ponderada das tarifas aéreas domésticas comercializadas e as correspondentes quantidades de assentos comercializados.

Apesar da alta das tarifas aéreas domésticas em 2012 em relação a 2011, o passageiro pagou menos da metade do que pagava há 10 anos para voar um quilômetro. No ano passado, a maioria dos assentos (65%) foi comercializada com tarifas inferiores a R$ 300, enquanto em 2002 este percentual foi de apenas 23%. Tarifas inferiores a R$ 100 representaram 13% em 2012, ao passo que em 2002 o percentual de assentos comercializados abaixo daquele valor foi praticamente nulo.

COMMENTS