Beechcraft fecha 2º trimestre com aumento de 75% nas vendas

Beechcraft fecha 2º trimestre com aumento de 75% nas vendas

Fabricante de aeronaves norte-americana entregou 56 unidades comerciais e militares entre abril e junho

Azul Linhas Aéreas atenderá aeroportos de Sinop e Rondonópolis (MT)
TAP continuará operando em Viracopos (SP) na baixa temporada
Primeiro avião A350 XWB das Américas entra na linha final de montagem

beechcraft-bonanza

A Beechcraft, empresa fabricante de aviões, anunciou recentemente as entregas do segundo trimestre de 2013. No período, a companhia norte-americana registrou um aumento de 75% em comparação com o segundo trimestre de 2012.

Ao todo, foram entregues 56 unidades comerciais e militares contra 32 no segundo trimestre do ano passado. No primeiro semestre de 2013, a fabricante entregou 115 aviões, em comparação com 69 no primeiro semestre de 2012, o que representa 66% de aumento.

“A Beechcraft assumiu uma posição muito sólida em 2013”, comentou Bill Boisture, CEO. “Embora as condições econômicas globais continuem difíceis, a proposta de valor e versatilidade dos nossos produtos continuam a ter boa repercussão junto aos clientes. Além disso, estamos vendo um crescimento positivo no nosso Global Customer Support e nas empresas do Global Mission Support, juntamente com uma boa atividade nas nossas plataformas de Defesa e Missões Especiais”.

Ao longo do trimestre, a empresa comemorou algumas metas alcançadas, como a entrega de seu 4.000º Bonanza Modelo 36. Essa marca consolidou a reputação da aeronave como o avião produzido continuamente por mais tempo na história, com mais de 18.000 unidades dos Modelos 35, 33 e 36 entregues desde 1947.

Além disso, a Beechcraft tem feito progressos na certificação do programa de upgrade do Hawker 400XPR, com o primeiro voo da aeronave de teste com os winglets. O programa de certificação está em vias de conclusão e as entregas programadas para o quarto trimestre.

As divisões de defesa e missões especiais da empresa foram o destaque do trimestre com encomendas e entregas de contratos importantes, incluindo a entrega do seu primeiro Baron G58.

O cliente, uma agência dentro do Departamento de Polícia de Porto Rico chamada Forças Unidas de Ação Rápida, está usando a aeronave para missões de vigilância policial na região.

A Beechcraft Defense Company anunciou um contrato com a Força Aérea dos EUA para a produção de 35 aeronaves de treinamento T-6, com opção de duas aeronaves adicionais. O novo contrato é avaliado em US$ 210 milhões e é composto de 33 aeronaves T-6 para a Marinha dos EUA e dois para o Exército norte-americano.

A companhia também colhe bons resultados no Brasil, uma vez que, depois dos EUA, o País é mercado mais ativo da companhia.
“O mercado brasileiro é bastante interessante para nós. Enquanto nos EUA a economia vem oscilando, o Brasil demonstra sinais de crescimento em vários sentidos. Além disso, o público vem crescendo bastante no País”, disse Keith Nadolski, Presidente de vendas da empresa para as Américas. “Mesmo com a crise enfrentada pelos EUA recentemente, o mercado no Brasil não sofreu nenhum impacto, o que foi muito bom para nós. A Beechcraft tem as atenções voltadas para a América latina, sobretudo o Brasil”, ressaltou.

Nadolski exemplificou potencial do mercado brasileiro citando a LABACE (Latin American Business Aviation Conference & Exhibition), feira do segmento que correu neste mês de agosto, em São Paulo.

“Esta feira é seguramente uma das melhores do mundo para fechar negócios ou conseguir contatos com futuros clientes. Então, isso mostra o quanto é importante este País para os nossos resultados”.

COMMENTS