Movimentação portuária brasileira cai 0,5% no 1º trimestre de 2013

No período, terminais portuários País movimentaram 204,7 milhões de toneladas, contra 205,7 milhões em igual período do ano passado

Movimentação no setor portuário brasileiro chega a 479 milhões de toneladas no 1º semestre de 2015
Antaq aprova investimento de R$ 543 milhões para o Porto do RJ
ANTAQ libera ampliação da Ponta Norte do Porto de Salvador (BA)

porto-de-santos

De acordo com o Boletim Portuário do produzido pela Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), a movimentação de carga no conjunto das instalações portuárias brasileiras caiu 0,5% no primeiro trimestre de 2013 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

“O crescimento de apenas 1,9% do PIB em relação ao mesmo trimestre de 2012 e o déficit de US$ 5,1 bilhões na balança comercial brasileira contribuíram, em grande medida, para a queda da movimentação portuária em cerca de um milhão de toneladas no período”, avaliou o gerente de Estudos e Desempenho Portuário da Agência, Fernando Serra.

Nos três primeiros meses deste ano, as instalações portuárias do País (portos públicos e terminais privados) movimentaram 204,7 milhões de toneladas, contra 205,7 milhões em igual período do ano passado.

Na análise por natureza da carga, a movimentação de granéis sólidos alcançou a marca de 120,2 milhões de toneladas brutas, representando um crescimento de 0,8% em relação ao mesmo período do ano anterior; a de granéis líquidos, 52,1 milhões de toneladas, valor 5,0% inferior ao montante movimentado no mesmo período de 2012; e a de carga geral (carga geral solta + carga geral conteinerizada), 32,4 milhões de toneladas, o que representou um aumento de 2,3%.

A movimentação de contêineres sofreu uma redução de 0,82% em relação ao primeiro trimestre de 2012; foram movimentados no período 1,9 milhões de TEUs. Porém, em termos de peso bruto, a movimentação de contêineres atingiu a marca de 20,9 milhões de toneladas; quantidade 3,52% superior à observada no mesmo período do ano anterior.

Na análise por tipo de instalação, os portos organizados apresentaram um crescimento na movimentação de 0,8%, em comparação ao primeiro trimestre de 2012, enquanto os terminais privados tiveram uma redução de 1,2% no período. No primeiro trimestre de 2013, os portos organizados movimentaram 71,3 milhões de toneladas de carga bruta, enquanto os terminais privados movimentaram cerca de 133 milhões de toneladas brutas.

Ainda de acordo com o estudo, no cenário externo, o destaque foi a desaceleração da economia chinesa, que caiu para 7,7% no primeiro trimestre de 2013, após bater 14,2% em 2007. A queda nos preços das commodities também influenciou a menor movimentação das instalações portuárias brasileiras no início deste ano, sendo observada uma redução de 5,45% do índice CRB (Commodity Research Bureau) nos dois primeiros meses de 2013 em relação ao mesmo período de 2012.

Entre os principais grupos de mercadorias movimentadas, os que tiveram maior crescimento nos três primeiros meses de 2013 foram o milho (298,3%), o açúcar (63,5%) e fertilizantes (22,1%). Entre as variações negativas destacaram-se a soja (-25,4%), bauxita (-5,7%), combustíveis e óleos minerais (-5,1%) e minério de ferro (-2,2%).

COMMENTS