Combustível ficará mais caro em todo o País no dia 1º de agosto

Valores foram alterados em apenas oito das 25 unidades federativas; estados da Região Norte e Centro-Oeste encabeçam lista dos preços mais altos

Bauru tem o etanol mais barato de SP, segundo pesquisa
Maior percentual de etanol na gasolina deve alavancar safra da cana-de-açúcar
Previsão produtiva da safra 2015/2016 sinaliza queda do açúcar e alta do etanol

combustivel MT

O preço médio ponderado ao consumidor final de vários combustíveis em diversos Estados foi publicado na última quarta-feira (24/7), no Diário Oficial da União. Em apenas oito das 25 unidades federativas, os valores foram alterados. Os novos preços serão adotados a partir do dia 1/8.

De acordo com a tabela do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária, o Estado que cobra mais caro pelo litro da gasolina é o Acre, R$ 3,26. Em seguida, Rondônia, (R$ 3,05), Tocantins, R$ (3,03) e Amazonas (R$ 3,02). O litro mais barato é o praticado na Paraíba, R$ 2,80. Não foram divulgados os preços da Bahia e do Rio Grande do Sul.

Em relação ao preço do Diesel, novamente o Acre pratica o preço mais alto do país: R$ 2,72. Depois, está o Mato Grosso (R$ 2,57), Roraima (R$ 2,56) e Rondônia (R$ 2,51). Nesse caso, o Mato Grosso do Sul é quem pratica o menor preço, R$ 2,20. Assim como em relação à gasolina, também foram divulgados os preços do diesel da Bahia e do Rio Grande do Sul

O valor do litro etanol segue a tendência dos levantamentos dos combustíveis anteriores e mais uma vez o Acre aparece no topo da lista, com R$ 2,63 o litro. Em ordem decrescente, estão Roraima (R$ 2,55), Espírito Santo (R$ 2,54) e Amapá (R$ 2,50). Mato Grosso tem o menor valor, R$ 1,96.

Além desses combustíveis, a tabela do Confaz traz os preços de referência para gás liquefeito de petróleo (GLP), querosene de aviação (QAV), gás natural veicular (GNV), gás natural industrial (GNI) e óleo combustível.

COMMENTS