25 de julho: dia de quem transporta o Brasil

Neste Dia do Motorista de 2013, pela primeira vez, a categoria profissional que conduz os veículos de cargas e passageiros Brasil afora pode sonhar com uma regulamentação e uma legislação para reger sua atividade

Mercedes-Benz Caminhões | Vozes do Reconhecimento
Não é nada mole ser motorista no Brasil
Novembro Azul: se cuida, rapaz!

O Dia do Motorista, comemorado em 25 de julho, dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas brasileiros, tem um significado diferente neste ano de 2013. Este significado vem de uma legislação que finalmente regulamenta a profissão de motorista no País e acaba com os abusos que acontecem com frequência nas ruas e estradas, com mortes e acidentes que engrossam as estatísticas que levam o Brasil a um dos primeiros no mundo em violência no trânsito.

A Lei 12.619, conhecida como a Lei do Motorista, que estabelece regras para a jornada de trabalho e o tempo de direção para todos os motoristas profissionais, apesar de controvérsias e tentativa de flexibilização por parte do setor de agronegócios e alguns embarcadores, está em pleno vigor e precisa ser cumprida.

Grupos ligados à bancada ruralista da Câmara Federal rejeitam parte da regulamentação feita pela Lei, porque não querem pagar a conta do aumento de custo proveniente da nova realidade operacional do transporte rodoviário de cargas brasileiro, mas, empresas, autônomos e motoristas empregados de transportadoras defendem a legislação e já estão se adaptando ao novo modelo.

Realizar pausas entre períodos de quatro horas de direção, descansar durante a noite e ter horários regrados e paradas de descanso é, comprovadamente, um meio de manter o corpo sempre alerta e descansado para enfrentar as estradas, que aqui no nosso país teimam em apresentar a cada dia desafios para os nossos motoristas.

Este dia 25 de julho de 2013 precisa ser lembrado como uma data de alerta para o transporte brasileiro, que precisa regulamentar a atividade de seus motoristas. Precisa, ainda mais, valorizar este profissional, que está em falta atualmente no mercado, por causa de tantas dificuldades relacionadas ao trabalho do motorista de caminhão.

Este portal acredita na criação de marcos regulatórios como forma de melhorar as atividades e o transporte de cargas não pode ficar fora desta regulação. O transporte brasileiro precisa disso.

COMMENTS