Família de aviões E-Jets da Embraer completa 10 milhões de horas de voo

Família de aviões E-Jets da Embraer completa 10 milhões de horas de voo

Com um pouco mais de nove anos em operação, foram realizados sete milhões de ciclos de voo; cerca de mil aeronaves do modelo operam em 43 países

Demanda por voos domésticos cai pela primeira vez em 22 meses
Indonésia emite certificado para operações com aeronave Legacy 650
Passaredo encerra operações em Santarém (PA)

embraer-190-familia

A frota mundial da família Embraer E-Jets alcançou no mês de maio a marca de 10 milhões de horas de voo, com um índice médio de conclusão de missão de 99,9% e a realização de sete milhões de ciclos de voo.

Ao todo, a família de E-Jets transportou em torno de 460 milhões de passageiros. Com um pouco mais de nove anos em operação, foram feitos mais de 1.200 pedidos firmes e quase 1.000 jatos entregues em todo o mundo a mais de 60 companhias aéreas em 43 países dos cinco continentes.

“Este marco é particularmente notável dada a duração média dos voos dos E-Jets, que é relativamente curta”, disse Paulo Cesar Silva, presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial.

O acúmulo das horas de voo da frota mundial teve início depois da entrega de um E170 para a LOT Polish Airlines, primeiro operador de E-Jet, em março de 2004.

Segundo a fabricante, os E-Jets são projetados para, uma vez em solo, retornar rapidamente à operação, o que pode levar menos de 20 minutos. Isso ajuda a aumentar as taxas de utilização diária e tem contribuído para alcançar a marca de 10 milhões.

“A alta utilização das aeronaves tem contribuído para atingir essa marca apenas nove anos após o primeiro voo comercial. De fato, um de nossos clientes está voando uma média de 12 horas por dia em cada um dos seus E-Jets”, ressalta Silva.

COMMENTS