ABB desenvolve primeiro carregamento rápido de alta capacidade para ônibus elétrico

Empresa de tecnologias de energia e automação utilizará sistema pioneiro de recarga de 15 segundos em veículo de companhia de transporte público de Genebra, na Suíça

Boeing 787 Dreamliner pode voltar a realizar voos de passageiros
Carro que encolhe ao estacionar chega ao mercado em 2013
Boeing 787 Dreamliner tem voos suspensos em três continentes após falhas

onibus-eletrico-genebra

A ABB, empresa de tecnologias de energia e automação, alimentará o primeiro sistema do mundo de carregamento rápido de alta capacidade para ônibus elétrico. A companhia anunciou recentemente que es tá trabalhando no projeto-piloto do sistema de ônibus elétrico TOSA (Otimização de Alimentação do Sistema de Trólebus) em conjunto com a TGP, empresa de transporte público da cidade de Genebra (Suíça), e a concessionária de eletricidade da cidade SIG.

Com isso, pela primeira vez, ônibus elétricos que transportam cerca de 135 passageiros usarão tecnologia de carga rápida. Os veículos serão alimentados diretamente, em pontos selecionados com uma carga rápida de 15 segundos, enquanto os passageiros entram e saem do ônibus, usando um novo tipo de carregamento automático.

“Através do rápido carregamento, somos capazes de operar uma nova geração de ônibus elétricos para o transporte urbano de massa, que já não se utiliza de linhas aéreas,” disse Claes Rytoft, responsável interino de pesquisa e desenvolvimento da ABB. “Esse projeto irá pavimentar o caminho da mudança para uma infraestrutura de transporte público mais flexível e econômico, com baixos níveis de ruído e de emissão de poluentes”.

O sistema não tem linhas aéreas, porém utiliza um braço controlado por laser, que se conecta a uma tomada aérea para carregamento nos abrigos de ônibus, ao invés das alavancas usuais das linhas aéreas.

A tecnologia de carga rápida e o equipamento de tração usados neste projeto foram desenvolvidos pela ABB para rotas de ônibus de alta frequência nas principais áreas urbanas, que transportam um grande número de passageiros em horários de pico. As baterias de bordo podem ser carregadas em 15 segundos, com 400 quilowatts em pontos selecionados. No final da linha de ônibus uma carga ultra rápida de três a quatro minutos é feita para recarregar totalmente as baterias.

A energia do equipamento de carregamento montado na capota pode ser armazenada em baterias compactas, juntamente com a energia de frenagem do veículo, qu e alimenta o ônibus e seus serviços auxiliares, como a iluminação interior.

O projeto piloto opera entre o Aeroporto de Genebra e o centro de exposições internacional, Palexpo, levando 3 minutos e 20 segundos para cobrir a distância de1,8 quilômetros(km). Esse é um trecho da linha de ônibus número 5, que cobre a zona internacional de Genebra e que transporta anualmente 5,63 milhões de passageiros, perfazendo 13,1 milhões de passageiros/km.

COMMENTS