Brasil Kirin aposta na cabotagem para reduzir custos de transporte

Objetivo da fabricante de bebidas é economizar e eliminar avarias das cargas, muitas vezes ocorridas pela precariedade das rodovias

Terminais alfandegados do Porto de Suape (PE) já podem operar com cargas de cabotagem
VLI cria nova rota para escoamento de soja para o Porto de Itaqui (MA)
Terminal de Contêineres de Paranaguá (PR) anuncia plano de investimento de R$ 1,1 bi

kirin-brasil-planta

A fabricante de bebidas Brasil Kirin está migrando seu frete de modal rodoviário para o sistema aquaviário. O objetivo da ação é atingir economia e eliminação das avarias das cargas, causadas em grande parte pelas condições precárias das rodovias brasileiras, além de também contribuir para o meio ambiente.

“Hoje, a Brasil Kirin já está presente em mais de 600 mil pontos de vendas em todo o País. Nossa inteligência logística vem se aprimorando, a cada dia, para garantir o crescimento de vendas da empresa. Estar em todos os lugares que nossos consumidores estão é nosso foco.

Além disso, sabemos que este crescimento tem que ser sustentável, por isso hoje desenvolver ações que reduzam os impactos ambientais é um dos nortes estratégicos da Brasil Kirin”, comenta André Simmons, coordenador de transportes da companhia.

O projeto é realizado em parceria com duas empresas do setor, a Log-In e a Maestra. Com isso, a Brasil Kirin passa a atuar nos seguintes trajetos: Itu (SP) – Alagoinhas (BA); Itu (SP) – Recife (PE); Macacu (RJ) – Recife (PE); Macacu (RJ) – Alagoinhas (BA) e Alagoinhas (BA) – Manaus (AM), chegando a 40 contêineres por mês.

COMMENTS