Rodovias federais podem ter novo modelo de pesagem de caminhões

Rodovias federais podem ter novo modelo de pesagem de caminhões

Dnit já iniciou a preparação dos editais para lançar método eletrônico; medida tem como objetivo aumentar a vida útil das estradas e reduzir custos com manutenção

Óleo diesel permanece com preço estável em junho
Porto Chibatão (AM) passa a adotar agendamento eletrônico de caminhões
Grupo PACCAR registra 80 anos consecutivos de lucros

balanca-pesagem

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) está desenvolvendo um projeto para a alteração do atual Plano Diretor Nacional Estratégico de Pesagem. Com isso, seria implementado em todo o Brasil um novo sistema de pesagem, mais moderno e semelhante ao de outros países, com componentes eletrônicos capazes de medir o peso dos caminhões de automaticamente.

De acordo com a autarquia, o novo sistema vem sendo desenvolvido desde agosto de 2012, em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). As vantagens da modificação e padronização seria a queda no tempo de parada no processo de fiscalização, além de um menor número de agentes públicos envolvidos no processo. A preparação dos editais para lançar o novo modelo no mercado já foi iniciada, e a licitação está prevista para o mês de junho deste ano.

Segundo dados do Plano Nacional de Pesagem, a validade de uma rodovia pode diminuir entre cinco e três anos quando ela é sofre excesso de peso de 10% e 20%, res pectivamente. Um levantamento feito pelo próprio Dnit, em 2009, apontou que o excesso médio de peso por veículo foi superior a uma tonelada (1.167kg). Já no ano seguinte, houve uma redução de 17% e o excesso médio registrado em cada veículo foi de 968 kg.

Com informações da CNT

COMMENTS