Infraero entrega nova sala de embarque e estacionamento para Aeroporto de Foz do Iguaçu (PR)

Obras fazem parte do projeto de ampliação do terminal de passageiros, que deve ser concluído em setembro deste ano

Passaredo encerra operações em Santarém (PA)
Aeronaves da Azul utilizarão novo sistema de navegação
Aeroporto de Araraquara (SP) terá voos comerciais em 2013

terminal_infraero

A ampliação da sala de embarque e do estacionamento de veículos do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas (PR) foi entregue na quinta-feira (4/4), pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). A reforma contempla o projeto de ampliação do terminal de passageiros, que já está em andamento e deve ser finalizada em setembro deste ano. Depois de concluída a obra, a capacidade operacional do terminal irá de 2,7 para 3,9 milhões de passageiros por ano. Ao todo, foram investidos R$ 68,78 milhões.

A sala de embarque, que antes contava com 840 m², foi para 1.022 m² após as obras. Foram incluídos dez novos balcões de check-in, implantação do Sistema Informativo de Voos e de novo sistema de som, assim como novos equipamentos de sistemas contra incêndio e um novo módulo de inspeção de bagagens. Também foram modernizadas as instalações de espaços comerciais e postos de atendimento de órgãos atuantes no aeroporto. Já o estacionamento de veículos quase dobrou, pass ando de 240 para 448 vagas.

No dia da entrega das melhorias, também foi consolidado o Acordo de Cooperação Técnica entre a Infraero e o Fundo de Promoção e Desenvolvimento do Iguaçu (Fundo Iguaçu), que tem como finalidade realizar estudos e planos para a construção de um novo sistema de pistas para a unidade aeroportuária. O acordo prevê a preparação de levantamento topográfico e sondagem do terreno, documentos técnicos e métodos necessários para as etapas que precedem a elaboração dos projetos, além da produção dos trabalhos de engenharia em si.

Serão de responsabilidade do Fundo Iguaçu os projetos de engenharia e os serviços de levantamento topográfico e sondagem. Para isso, estima-se um investimento de R$ 1,5 milhão. Já a Infraero investirá R$ 1 milhão nas ações de licenciamento ambiental.

COMMENTS