Eletra produzirá 60 sistemas de tração para trólebus para frota de São Paulo

Empresa entregará ainda este ano as unidades para a Ambiental Trans; contrato prevê produção de 50 sistemas de 15 metros e 10 unidades de 12,5 metros

Metra adquire 20 novos trólebus Eletra
Caio Induscar entrega 20 veículos para o Uruguai
Mercedes-Benz vende 2.600 ônibus para programa do Governo Federal

troleibus_ambiental

A Eletra, fabricante de veículos de transporte urbano, produzirá 60 sistemas de tração para trólebus para a Ambiental Trans, operadora de coletivos na cidade de São Paulo. Os veículos deverão ser entregues até setembro deste ano.

O contrato firmado prevê a produção de 50 sistemas de 15 metros, com chassi Scania e carroceria Induscar/Caio. Os veículos produzidos serão equipados com motor de tração WEG e sistema autônomo para se deslocar por até sete quilômetros sem rede aérea.

“Quase todas as ocorrências que interrompem a rede são por trechos de no máximo três quilômetros. Além de evitar a interrupção do sistema, os trólebus com autonomia evitam a eletrificação das garagens já que podem se locomover sem rede”, explica Iêda Maria Oliveira, gerente comercial da Eletra.

Este modelo possui três eixos e capacidade total para 101 passageiros. Cada unidade com sistema autônomo custa aproximadamente R$ 950 mil. O total do contrato com a Eletra é de R$ 13,6 milhões.

Os outras 10 unidades restantes consiste em sistemas de tração para trólebus de 12,5 metros, com chassi MAN e carroceria Induscar/Caio, sem o sistema autônomo. O veículo tem capacidade total para 96 passageiros.

COMMENTS