Competição Top Team da Scania define melhor equipe de manutenção

Competição Top Team da Scania define melhor equipe de manutenção

Ação tem por objetivo aprimorar as habilidades dos profissionais que trabalham nas filiais da montadora espalhadas pelo mundo; vencedor nacional disputará com times de cinco países por duas vagas para a final mundial

Cargolift comemora faturamento recorde e amplia frota
ANTT regulamenta sistema eletrônico para aplicação de multas
PRF restringe tráfego de caminhões durante feriados

Scania_TopTeam

A competição Top Team 2012-2013, promovida pela Scania, chegou a sua fase final. A equipe da casa Battistella de São José dos Pinhais (PR) foi a grande vencedora da etapa ocorrida na fábrica de São Bernardo do Campo (SP). Sendo assim, o time está apto a disputar com outros cinco países (Argentina, Dubai, Peru, Uruguai e África do Sul) duas vagas que darão direito a participar da final internacional em novembro, na Suécia.

O grupo com os melhores profissionais de serviços da rede da empresa no País é composto por: Ricardo Bochnia, Antonio Sergio Pereira, Marlon da Silva, Luis Fernando Londero e Alexandre Bernardino Martins. O ranking com as cinco melhores equipes de serviços da rede Scania ficou definido com a campeã Battistella (de São José dos Pinhais), seguida por Codema (Guarulhos – SP), Battistella (Cascavel – PR), Equipo (Rio de Janeiro) e Brasdiesel (Ijuí – RS).

A ação é promovida pela Scania desde 1996, e visa aprimorar as habilidades dos profissionais que trabalham nas filiais espalhadas pelo mundo. Esta edição do Top Team contou com a inscrição de 183 equipes, totalizando cerca de 1.200 pessoas. Para obter o título nacional, os times passaram por duas fases teóricas entre outubro e novembro de 2012, em que responderam a 100 questões do dia a dia de uma concessionária e sobre conhecimentos técnicos dos produtos da marca. Pelo regulamento, apenas as cinco melhores foram classificadas para a final.

“Para qualificar continuamente a rede por meio dessa competição, a ideia é combinar conhecimento prático e teórico com o trabalho em equipe”, diz Gustavo Córdoba, gerente executivo da Scania Academy Américas, organizadora da ação em parceria com a área de desenvolvimento da rede Scania.

A final nacional foi decidida em cinco etapas (valendo 50 pontos cada), sendo uma delas de natureza teórica e as outras quatro de teor prático. Cada equipe teve 20 minutos para preparar sua estratégia e outros 20 minutos para desenvolver cada fase. Foi decisivo somar mais pontos no menor tempo. Ao todo, 12 juízes fizeram as avaliações. As questões teóricas contavam com temas do cotidiano da oficina e conhecimentos dos produtos da marca. Na dinâmica, os profissionais tiveram que resolver situações reais nos caminhões. O critério de avaliação e soma dos pontos levou em conta o diagnóstico, a reparação, a metodologia de trabalho escolhida, o grau de segurança executado e o tempo. O valor total da premiação chegou a R$ 100 mil.

“A dificuldade maior foi correr contra o tempo. Tivemos de ser eficientes e achar a melhor solução para o problema apresentado”, relata Luis Fernando Londero, integrante do quinteto vencedor da Casa Scania Battistella.

A campeã nacional já está classificada para a próxima fase, agendada para o dia 8/6, no Centro de Capacitação da Scania, em São Bernardo do Campo. Na ocasião, o grupo brasileiro disputará duas vagas pela briga do título internacional, em novembro, na Suécia, na matriz da Scania. Nesta última etapa, dez representantes poderão participar: dois das Américas, Oriente Médio e África do Sul, dois da Oceania e seis da Europa.

COMMENTS