Comissão de Viação e Transportes aprova obrigatoriedade de aulas em simulador de direção

De acordo com o texto do deputado Mauro Lopes (PMDB-MG), caberá ao definir a carga horária mínima a ser cumprida no simulador antes de obter permissão para dirigir

Deputados definem frete mínimo para o transporte rodoviário
Câmara analisa regras para sinalização do trânsito durante realização de obras
Deputados estudam justificativa da autoridade de trânsito sobre recurso contra autuações

simulador-motorize03

Foi aprovada pela Comissão de Viação e Transportes a proposta que estabelece a obrigatoriedade de aulas em simulador de direção para esteja tirando carteira de motorista. De acordo com o texto do deputado Mauro Lopes (PMDB-MG), essa etapa deverá ser ministrada antes do início das aulas de direção em via pública. O projeto foi aprovado com emenda que altera alguns termos aplicados, mas sem alterar o teor do documento.

Após aprovada, caberá ao Contran (Conselho Nacional de Trânsito) definir a carga horária mínima a ser cumprida no simulador para obtenção da autorização para conduzir veículos. O Conselho deverá ainda determinar as condições técnicas mínimas necessárias à homologação de simulador de direção.

“Trata-se de ferrament a de imenso valor para auxiliar o aprendizado ao volante. O principiante pode experimentar vivências virtuais, inclusive de situações perigosas, que o capacitarão a melhor agir durante as aulas de prática de direção na via pública, provendo mais segurança ao aprendiz”, avaliou o deputado Edinho Araújo (PMDB-SP).

O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Caso seja aprovada, a Lei entrará em vigor 180 dias após sua publicação.

Com informações da Agência Câmara

COMMENTS