Produção de petróleo no pré-sal alcança 300 mil barris por dia

Produção de petróleo no pré-sal alcança 300 mil barris por dia

Resultados nas bacias de Santos e Campos atingiram a marca em 20 de fevereiro. Do total, 83% são da parcela da Petrobras e o restante pertence às parceiras da estatal na produção

Produção acumulada no pré-sal alcança marca de 192 milhões de barris de óleo equivalente
Petrobras não terá crescimento significativo na produção até 2014
Petrobras inicia extração de petróleo no pré-sal da Bacia de Campos

A Petrobras infirmou que, no dia 20 de fevereiro, a produção de petróleo na província do pré-sal, nas bacias de Campos (RJ) e Santos (SP) atingiu a marca recorde de 300 mil barris por dia. Deste total, 83% pertencem à estatal e o restante é das empresas parceiras na exploração da região na cama do pré-sal.

Alta produtividade

A marca foi atingida sete anos depois da primeira descoberta no pré-sal, ocorrida em 2006 foi obtida com a contribuição de 17 poços produtores, o que evidencia a elevada produtividade dos campos já descobertos na camada pré-sal.

Desses poços, seis estão localizados na Bacia de Santos, que responde por 43% da produção (129 mil barris por dia). Os demais 11 poços estão localizados na Bacia de Campos e respondem por 57% da produção (171 mil barris por dia). A produção de gás natural nesses poços é de 9,8 milhões de m3/dia.

A produção média mensal de petróleo na camada pré-sal, no mês de fevereiro de 2013, já atinge 281 mil barris por dia, o que representa um crescimento de 138% em apenas 12 meses.

Atualmente, a produção do pré-sal ocorre em oito diferentes plataformas, quatro delas produzindo exclusivamente da camada pré-sal:

  • FPSO Cidade de Angra dos Reis, operando desde outubro de 2010 no campo de Lula, na Bacia de Santos;
  • FPSO Cidade de Anchieta, operando desde setembro de 2012 no campo de Baleia Azul, na Bacia de Campos;
  • FPSO Cidade de São Paulo, operando desde janeiro de 2013 no campo de Sapinhoá, na Bacia de Santos;
  • FPSO Cidade de São Vicente, uma unidade itinerante utilizada para a realização de testes de longa duração que, desde fevereiro de 2013, está em operação também no campo de Sapinhoá, na área denominada Sapinhoá Norte.

Segundo a Petrobras, entre 2014 e 2016 outras 11 novas plataformas entrarão em operação para a produção do pré-sal: dez na Bacia de Santos e uma na Bacia de Campos. Isso permitirá que a produção de petróleo operada pela Petrobras na camada pré-sal, já em 2017, supere 1 milhão de barris de petróleo por dia.

COMMENTS