LLX investiu mais de R$ 1 bi no Superporto do Açu (RJ), em 2012

De 2007 até dezembro do ano passado, companhia já aplicou cerca de R$ 3,5 bilhões no empreendimento localizado no município de São João da Barra

Com licença do Ibama, Porto de Ilhéus (BA) sairá do papel
Estaleiro da Rússia começa a construção do maior quebra gelo nuclear do mundo
Dersa recebe proposta de 22 empresas para construção do túnel Santos-Guarujá (SP)

Superporto-acu-terminal-off

O Superporto do Açu, localizado em São João da Barra (RJ), recebeu da LLX Logística, do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, mais de R$ 1 bilhão em obras de construção durante o exercício de 2012. Entre 2007 e dezembro do ano passado, a cifra destinada ao empreendimento sobe para R$ 3,5 bilhões.

A maior parte do valor aplicado foi destinada às obras para construção do canal do TX2 (terminal onshore). Além disso, ao longo do período também foram registrados importantes marcos para o desenvolvimento do Superporto do Açu, como a obtenção da Licença de Instalação para a Linha de Transmissão que conecta o empreendimento ao Sistema Interligado Nacional, e também as assinaturas de contratos com as empresas GE e a V&M.

“O ano de 2012 foi de grandes conquistas quanto à execução da construção do Superporto do Açu, deixando de ser projeto e tornando-se realidade. As licenças obtidas permitiram que os nossos clientes e o Complexo Industrial pudessem avançar na construção de infraestrutura necessária para entrar em operação. O ano também será lembrado pelas grandes alterações propostas pelo Governo Federal nos setores ferroviário e portuário. O Superporto do Açu foi contemplado com duas rotas ferroviárias que interligarão o Complexo à malha nacional e o novo marco regulatório de portos abriu caminho para a atração de diferentes tipos de carga. Também asseguramos financiamento suficiente para a conclusão dos investimentos previstos para a primeira fase de construção do Superporto do Açu”, destacou Marcus Berto, presidente da LLX.

Mesmo estando ainda em fase pré-operacional, o Superporto do Açu apresentou receita líquida de R$ 68,7 milhões, dinheiro proveniente da assinatura de contratos para locação de área. A LLX encerrou 2012 com R$ 963,6 milhões em caixa e depósitos vinculados. Ainda em relação ao ano passado, fora registrado prejuízo líquido de R$ 36,5 milhões, resultado R$ 16,297 milhões inferior ao prejuízo obtido no ano de 2011.

COMMENTS