Quantidade de etanol na gasolina deve aumentar para 25% até abril

Com o aumento da mistura, a tendência é que o preço do combustível seja reduzido

Combustíveis ficam mais caros nas refinarias
Importação de etanol pode alcançar patamares históricos em 2017
Projeto de Lei restitui índice máximo de álcool permitido para dirigir

A diretora-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível), Magda Chambriard, anunciou que a quantidade de etanol na composição da gasolina vai subir de 20% para 25%, possivelmente entre março e abril.

Com o aumento da mistura, a tendência é que o preço do combustível seja reduzido. O Sindicom (Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes) não soube informar qual seria a redução no preço.

Segundo a Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), a decisão deve ser anunciada o quanto antes para que os produtores possam planejar a próxima safra. A safra da cana tradicionalmente é encerrada em abril.

Segundo Chambriard, o aumento do etanol na gasolina vai depender da previsão da próxima safra. A Unica diz que os produtores estão prontos para atender a demanda.

Para Alísio Vaz, presidente do Sindicom, a medida não vai interferir na possibilidade de a Petrobras reajustar o preço da gasolina. “Uma questão não depende da outra. A maior quantidade de etanol só ajuda a reduzir as importações de gasolina.”

Em 2012, as importações do combustível dispararam, somando 3,78 bilhões de litros ou 70% a mais do que em 2011. O gasto foi de US$ 2,91 bilhões, ante US$ 1,6 bilhão no ano anterior.

O aumento do preço dos combustíveis é uma demanda da Petrobras, que não repassou aos consumidores os custos do produto importado e, assim, não pressionou ainda mais a inflação no ano passado, quando o índice de preços fechou em 5,8%, próximo do teto do governo, que é de 6,5%.

COMMENTS