Haddad vai aumentar restrição aos caminhões em SP

Haddad vai aumentar restrição aos caminhões em SP

Prefeito de São Paulo afirmou que o setor de transportes deverá ter tratamento especializado e que a ordem passada à Companhia de Engenharia de Tráfego é de aumentar as restrições na cidade

MAN inaugura centro de treinamento em São Bernardo do Campo (SP)
Volvo inaugura mais uma concessionária em São Luís (MA)
Foton Aumark inicia primeira fase de construção de fábrica em Guaíba (RS)

Duas semanas após assumir a prefeitura da cidade de São Paulo, Fernando Haddad (PT), anunciou que vai aumentar as restrições à circulação de caminhões e ao setor de transporte de cargas na cidade.

Em entrevista para a rádio Jovem Pan, na manhã desta segunda-feira (14), Haddad criticou o modo como seu antecessor, Gilberto Kassab (ex-DEM) aplicou a medida, ressaltando a falta de planejamento que, segundo ele, prejudicou até serviços hospitalares, afirmando que vai analisar esses e outros casos específicos para adaptar as regras, mas declarou que, a regra geral é de aumento de restrições.

“A regra geral é de mais restrição ao transporte de cargas, mas dependemos de uma série de medidas, como a conclusão do trecho Leste do Rodoanel, que vai permitir a restrição de cargas na Jacu Pêssego, uma importante artéria da cidade”, afirmou o prefeito no rádio.

Para discutir os novos aspectos da restrição, Haddad reforçou a intenção de criar uma diretoria especializada para tratar de assuntos referentes ao transporte de cargas e a logística na cidade, citada em entrevista para o Portal Transporta Brasil em outubro de 2012, durante a campanha eleitoral. Confira na íntegra a entrevista.

“A reavaliação da restrição juntamente com o investimento em infraestrutura será positiva, muitos estabelecimentos já têm capacidade para o recebimento de cargas no período noturno, horário em que o transportador poderá utilizar melhor a malha viária e seus equipamentos”, disse o novo presidente do Sindicato dos Transportadores de Carga de São Paulo e Região (SETCESP), Manoel de Sousa Lima Jr., reforçando o apoio à criação da secretaria especializada em transporte e logística, uma bandeira dos empresários representados pela entidade que representa sua maior participação nas decisões que afetam o setor.

COMMENTS