Demanda por transporte aéreo doméstico cresce 6,79% em 2012

Demanda por transporte aéreo doméstico cresce 6,79% em 2012

Avianca e a Trip tiveram maiores crescimentos na participação de mercado

Trip terá novas frequências para o RJ e SP partindo da capital fluminense
Aeronaves da Azul utilizarão novo sistema de navegação
Aeroporto de Guarulhos (SP) passa a contar com Conhecimento Eletrônico de Carga

A demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros (RPK) apresentou um crescimento de 6,79% em 2012 na comparação com o ano anterior, segundo os dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Nos 12 meses, a oferta de voos domésticos (ASK) apresentou aumento de 2,72%. Em dezembro, a demanda doméstica cresceu 2,37% em relação a igual mês de 2011, e a oferta teve redução de 7,39% no período.

No acumulado de 2012, a taxa de ocupação dos voos domésticos de passageiros cresceu 3,96%, passando de 70,17% em 2011 para 72,95%. No último mês do ano, a taxa de ocupação alcançou 77,73%, contra 70,72% no mesmo mês do ano anterior.

Em relação à participação de mercado, as empresas de maior porte alcançaram 74,69% no ano, sendo 40,79% da TAM e 33,91% da Gol. A participação das demais acumulou alta de 18,12%, indo de 21,42% para 25,31% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Avianca e a Trip registraram os maiores crescimentos na participação. A primeira passou de 3,14% para 5,36%, e a segunda, de 3,24% para 4,47%.

Em dezembro, a Avianca e a Trip tiveram as maiores taxas de crescimento da demanda, quando comparadas com o mesmo mês de 2011, com 67,96% e 11,42%, respectivamente. As maiores taxas de ocupação no último mês de 2012 foram alcançadas pela Avianca e TAM, com 82,27% e 81,89%, respectivamente.

Em relação à participação, a TAM e a Gol lideraram o mercado doméstico em dezembro, com 43,66% e de 34,42%, respectivamente. O conjunto das demais apresentou redução, passando de 24,48%, em dezembro de 2011, para 21,92%.

No transporte aéreo internacional, a demanda de passageiros das empresas aéreas brasileiras em 2012 teve aumento de 0,32% em relação a 2011. Por outro lado, a oferta registrou redução de 0,01% no período. Em dezembro, a demanda cresceu 5,95% e a oferta registrou subiu de 13,20% no mês.

COMMENTS