Air France entra na briga dos voos de baixo custo com nova aérea Hop!

Companhia iniciará as operações a partir de março com 530 voos por dia na Europa

Lufthansa Cargo passa a operar voo para Lima, no Peru
Airbus vai produzir a linha A320 nos Estados Unidos
ANA e Lufthansa Cargo firmam joint venture contemplando rotas entre Japão e Europa

A companhia aérea franco-holandesa Air France-KLM anunciou ontem, em Paris, a criação de uma nova empresa, a Hop!. O objetivo da nova marca, que concentrará as atividades de três de suas subsidiárias regionais (Regional, Airlinair e Brit) é entrar em guerra direta contra as companhias low cost, como RyanAir e EasyJet, que dominam o mercado europeu nos últimos anos. Para tanto, a companhia quer mergulhar no mercado britânico, onde as aéreas de baixo custo detêm 40% do mercado.

A Hop! iniciará as operações a partir de março de 2013 com 530 voos por dia para 136 destinos na Europa. Suas tarifas partirão de € 55 por trajeto, todos de curta e média distâncias. Esses voos também alimentarão as rotas de longa distância da companhia. Entre os destinos estão cidades como Oslo, na Noruega, Budapeste, na Hungria, Vigo, na Espanha, e Aberdeen, na Escócia.

Além do preço-base, os voos serão realizados com outros dois tipos de tarifas, com flexibilidade para alterações nas reservas e transporte gratuito de bagagens. Segundo comunicado da companhia, a Hop! “nasce da sinergia de três companhias regionais do grupo Air France” e visa o retorno da empresa ao equilíbrio financeiro em 2014.

A Hop! adotará o vermelho como cor, que tem como objetivo contrabalançar o laranja e o verde, em geral associados às companhias low cost europeias. “Eu espero que seja a cor que vai se tornar referência na França e suplantar de longe o laranja”, disse o diretor-presidente da companhia, Lionel Guérin, referindo-se à EasyJet.

Apesar da aparência de inovação, a Hop! também traz cortes de custos. Com a reunião das três companhias regionais, a Air France extingue 190 empregos e reduz a frota de aviões de 100 aparelhos para 80 até 2015. O enxugamento deve contribuir para reduzir o déficit da empresa de € 980 milhões, em 2012, para € 850 milhões, em 2013, segundo a Reuters. Em 2012, a Air France anunciou a extinção de 5,1 mil empregos.

Com informações da Agência Estado

COMMENTS