Prefeitura do Rio intensifica cerco a caminhões

Nova operação de fiscalização vai multar e vistoriar carga e documentos dos caminhões que tentarem trafegar em zonas de restrição

Financiamentos de pesados estão comprometidos com o fim do Finame PSI
Zaeli investe R$ 7 milhões na aquisição de veículos
Eixo com transmissão elétrica é atração da Allison Transmission na Fenatran

A Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro inicia hoje (06) uma operação especial com foco na fiscalização do tráfego de caminhões nas vias onde há restrições de circulação. O trânsito destes veículos, bem como as operações de carga e descarga, são proibidas de segunda à sexta, das 6h às 10h e das 17h às 20h. Quem desrespeitar a regra está sujeito à multa, além de perder cinco pontos na carteira.

De acordo com o secretário de Transportes, Carlos Roberto Osório, a lei existe desde 2008, mas ainda é desrespeitada por muitos motoristas.

“Em horários de pico e em locais chaves da cidade, não é permitida a carga e descarga e o trânsito de caminhões não autorizados. O que nós estamos fazendo é exercendo o cumprimento da regra. Fizemos cinco bloqueios. Os caminhões chegam, são desviados para os locais dos bloqueios e têm sua carga vistoriada e a documentação também”, explicou Osório, que acrescentou ainda que somente caminhões de mudança, de serviço-emergência e caminhões de transporte de combustível, poderão passar pelo bloqueio.

Agentes da CET-Rio e da Guarda Municipal atuarão em 25 pontos de bloqueio.

Além disso, 28 equipamentos de fiscalização eletrônica já registram 2.526 multas diárias por desrespeito às regras de restrição de circulação de caminhões. Painéis de mensagens vão reforçar a operação.

“As empresas têm que entender que em determinados horários da cidade, têm que mudar a sua logística para que a cidade funcione melhor. Esta regra nós não abrimos mão e a operação é permanente”, completou.

Veja as regiões onde a regra vale:

– Avenida Francisco Bicalho
– Rua Francisco Eugênio
– Avenida Bartolomeu de Gusmão
– Rua Visconde de Niterói
– Praça Guilhermina Guinle
– Rua Senador Bernardo Monteiro
– Rua Largo de Benfica
– Avenida Dom Helder Câmara
– Viaduto de Cascadura;
– Praça José de Souza Marques;
– Rua Ângelo Dantas
– Rua João Vicente
– Estrada Henrique de Melo
– Estrada Intendente Magalhães
– Largo do Campinho
– Rua Cândido Benício
– Largo do Tanque
– Avenida Geremário Dantas
– Praça Professora Camisão
– Estrada de Jacarepaguá
– Avenida Engenheiro Souza Filho
– Estrada do Itanhangá
– Estrada da Barra da Tijuca
– Ponte Nova;
– Praça Euvaldo Lodi
– Avenida Ministro Ivan Lins

COMMENTS