Bombardier expande instalações pelo mundo

Unidades móveis de suporte, centro de treinamento para jatos executivos e três novos escritórios regionais de suporte ampliam presença da marca

Demanda por voo doméstico cai 0,42% em agosto, diz Anac
American Airlines quer investir US$ 4,1 bilhões em novas aeronaves
DHL chega a Salvador (BA) apostando em empresas com incentivos fiscais

A Bombardier investiu na expansão da sua estrutura de atendimento no mundo com a abertura de quatro novas instalações na Europa e na América do Norte.

Devido ao crescimento do número de operadores de jatos executivos na Europa, em 2014 será inaugurado um centro de treinamento dedicado em Amsterdam, na Holanda, para a família Global (5000, 6000, 7000 e 8000). Na América do Norte, a empresa anunciou a inauguração de três novos RSO (Escritórios Regionais de Suporte).

A operação do centro em Amsterdam será feita pela CAE, companhia especializada em modelismo, simulação e treinamento para aviação civil e militar, que já opera uma unidade de treinamento em Londres. A empresa é homologada mundialmente pela Bombardier para treinamento autorizado dos jatos Global.

De início, a instalação em Amsterdam focará nos jatos Global 5000 e Global 6000 equipados com o novo cokpit Vision Flight, para então expandir progressivamente os serviços por demanda.

O novo centro de treinamento também complementará os serviços da CAE em Londres, que já oferece treinamentos para Learjet 40, Learjet 45, Global Express e Global Express XRS. Quando completo, fornecerá simuladores de vôo de nível “D Full”, dispositivos diversos de treinamento de voo e aulas avançadas para diversas plataformas de jatos executivos.

Na América do Norte, os três novos RSOs estão baseados em Tucson (Arizona), Hartford (Connecticut) e Fort Lauderdale (Florida). Além da ampliação de suas instalações, a empresa colocará em serviço, nos próximos dois meses, sete unidades móveis dedicadas (MRPs) para sete regiões nos EUA. Cada uma das unidades será composta por dois tripulantes, aviônicos e um técnico em manutenção, que usarão uma caminhonete equipada com ferramentas para fazer manutenção, agendada e não agendada, no local onde o operador estiver.

Os novos RSOs estarão conectados 24 horas por dia com os centros de atendimento de Montreal e Wichita e com os oito centros de serviços para jatos executivos dos EUA.

COMMENTS