Ipem-SP fiscaliza tacógrafos na Rodovia Marechal Rondon

Ação em conjunto com a Polícia Rodoviária Estadual ocorre hoje (31) das 9h às 12h na região de Botucatu (SP)

Scania apresenta linha off road com motorização Euro 5
Truckpad celebra parcerias na Fenatran
Iveco transforma o Stralis para a Fórmula Truck

O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) realiza hoje (31) uma operação para fiscalizar os tacógrafos em veículos que transportam cargas em geral, produtos perigosos e passageiros na Rodovia Marechal Rondon, em São Paulo.

A ação vai acontecer na altura do km 254 da rodovia, na região de Botucatu, das 9h às 12h, com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual.

De acordo com as normas do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), veículos que transportam mais de 4.536 kg ou mais de 10 passageiros precisam possuir o tacógrafo, instrumento considerado uma “caixa preta” por registrar informações do percurso, tais como respeito aos limites de velocidade, distância percorrida e tempo de direção sem paradas.

O veículo deve trafegar com o certificado de verificação do tacógrafo, emitido pelo Ipem-SP, que é válido por dois anos, mas precisa ser renovado a cada manutenção do equipamento.

Donos dos caminhões ou empresas que não possuírem o certificado de verificação válido do tacógrafo são autuados e têm dez dias para apresentar defesa ao órgão, que define, então, as multas.

De acordo com a lei, as multas podem variar entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão.

No caso dos tacógrafos, o valor mínimo é de R$ 768 e o máximo, de R$ 5.000.

Esses valores valem para primários e com apresentação de defesa, podendo dobrar na reincidência.

COMMENTS