CPTM investe U$ 50 milhões em novos sistemas de energia

Projeto contratado da ABB dará a Infraestrutura de energia necessária para aumentar a capacidade do sistema ferroviário suburbano de São Paulo

Metrô SP inicia Integração gratuita e desconto na linha 5
Governo de SP ainda tenta tirar linha 18 – bronze do papel
Governo de SP proibirá circulação de trem cargueiro nos trilhos da CPTM durante o dia

A ABB, empresa de tecnologias de energia e automação, recebeu um pedido de mais de U$ 50 milhões da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) para fornecer um sistema de energia estável e aumentar a capacidade de duas linhas de trens de passageiros na região da Grande São Paulo.

O projeto tem como objetivo, aumentar a frequência dos trens que circulam nas linhas Diamante e Esmeralda, proporcionando melhor conexão entre os municípios das regiões oeste e sul da Grande São Paulo com o centro da cidade.

“As tecnologias implementadas para esse projeto vão permitir o fornecimento eficiente de energia elétrica para alimentar a expansão da rede e assegurar a confiabilidade da operação e do desempenho dessa movimentada rede ferroviária”, disse Evandro Idalgo, responsável pela divisão de Sistemas de Potência da ABB no Brasil.

A ABB vai construir novas subestações, bem como ampliar e recondicionar várias já existentes. O principal fornecimento de produtos inclui painéis de controle de alta, média e baixa tensão, retificadores, equipamentos de controle e proteção, e sistemas de controle de supervisão. O projeto deverá ser concluído até 2014.

A CPTM tem 89 estações e seis linhas com uma extensão total de mais de 260 quilômetros, que fazem parte da rede ferroviária da Grande São Paulo, uma das mais movimentadas do mundo. Essa rede atende 22 municípios e transporta mais de 2,3 milhões de passageiros por dia.

COMMENTS