AmstedMaxion desenvolve novo vagão para contêineres

Empresa está desenvolvendo um novo projeto com tecnologia e know-how dos norte-americanos. Protótipo fará testes práticos em operações da MRS Logística

Nova tecnologia reduz 30% do tempo de descarga no Porto de Santos (SP)
AmstedMaxion fatura R$ 484 milhões em 2010
AmstedMaxion promove treinamento na MRS logística para otimizar utilização de componentes

A AmstedMaxion, fabricante de implementos ferroviários, está utilizando a tecnologia da empresa americana Greenbrier no desenvolvimento do protótipo do vagão double-stack (suporta dois níveis de carga empilhada) penta-articulado para transporte de contêineres.

A nova unidade é composta por cinco vagões double-stack articulados, desenvolvidos para transportar contêineres empilhados padrão ISO de 20′ e 40′ para a bitola de 1,60m.

Uma vez carregados, os vagões terão uma altura final de seis metros em relação ao nível dos trilhos, por isso possui uma estrutura e componentes especiais para garantir sua estabilidade.

O projeto possui seis truques com suspensões desenvolvidas em computador através de simulações dinâmicas contínuas e elementos estabilizadores laterais de contato constante e rodeiros com adaptadores radiais. O sistema de choque e tração terá atuação diferenciada para vagão vazio e carregado e os freios serão montados diretamente nos truques.

O protótipo do vagão penta-articulado, já batizado de PentAMax, será fornecido à MRS Logística para ser utilizado no projeto da Contrail,– modelo logístico de transporte de contêineres suportado por um terminal, interligando os locais de captação e distribuição no interior aos terminais marítimos de Santos (SP).

COMMENTS