Vale e ABB desenvolvem logística para mineração sem uso de caminhões

Projeto vai consumir U$ 140 milhões e não utilizará caminhões para transporte de minério da mina até o ponto de processamento, economizando cerca de 77% do consumo anual de diesel

Vibração na direção veicular
Parlamentares sugerem efetivação da Lei do Roubo de Cargas em São Paulo
Ford oferece sistema de monitoramento e rastreamento para toda Série F e Cargo

A ABB, desenvolvedora de tecnologias de energia e automação, recebeu um pedido no valor de US$ 140 milhões da Vale S.A. para fornecer equipamentos de energia e de automação para o maior projeto em minério de ferro do mundo.

Localizado no estado do Pará, o projeto Carajás Serra Sul S11D, que compreende a mina e planta de processamento de minérios, representa um investimento no valor de US$ 8 bilhões de dólares. Espera-se que o complexo entre em operação no segundo semestre de 2016.

O projeto utilizará um sistema móvel de correias transportadoras ao invés dos tradicionais caminhões fora-de-estrada para transporte do minério de ferro entre a mina e a planta de processamento. Essa é a primeira vez que a solução “truckless” será utilizada em larga escala em uma mina de minério de ferro.

Se o projeto S11D utilizasse o sistema convencional, seriam necessários cerca de 100 caminhões fora-de-estrada e o consumo de 77% a mais de diesel por ano.

A ABB irá fornecer a automação e eletrificação para manuseio do minério dentro da planta de processamento, e automatizará todos os processos da planta. O pedido inclui um sistema de controle centralizado para operações do complexo, podendo controlar a movimentação de pessoal pela planta.

A solução também permite a recuperação e empilhamento automáticos do minério de ferro ao controlar e posicionar os equipamentos por meio de sinal de satélite e via GPS, e ao utilizar scanner 3D para modelar as informações reais de campo.

COMMENTS