Santos Brasil amplia sua frota de guindastes para contêineres

Aquisição dos novos equipamentos tem como objetivo otimizar a capacidade de operação do terminal Tecon Santos (SP)

Porto do Açu (RJ) monta guindastes para operar no T-MULT
Grupo Chibatão adquire dez guindastes RTG para movimentação no Polo Industrial de Manaus (AM)
Polo Industrial de Manaus (AM) adquire guindastes de alta performance para movimentação de cargas

A Santos Brasil colocou em operação no Tecon Santos mais 12 RTGs (Rubber Tire Gantry Cranes), ampliando sua frota para 46 equipamentos desse tipo. Os RTG são guindastes sobre rodas usados para fazer a movimentação de contêineres nos pátios.

Eles vêm gradativamente substituindo os reach stackers (empilhadeiras de contêineres) do terminal por executar manobras mais rápidas e precisas. Os RTGs também ajudam a otimizar o espaço de contêineres, podendo empilhar até sete unidades em largura por seis em altura.

Os equipamentos influenciam diretamente a capacidade operacional do terminal. Em agosto, a Santos Brasil registrou no Tecon Santos movimentação recorde de contêineres em um terminal brasileiro, tendo superado a marca de 100 mil contêineres movimentados em um mês. Já a produtividade média mensal do terminal é de 80 MPH (Movimentos Por Hora).

De acordo com Caio Morel, diretor de operações da Santos Brasil, o uso dos RTGs é de importância estratégica para a companhia não apenas por conta do ganho em eficiência, mas também por conta da redução da emissão de CO2 na atmosfera, já que os novos equipamentos consomem menos combustível que os reach stackers.

COMMENTS