MIRA Transportes investe em estudo para cumprir Lei do Motorista

Empresa criou um comitê de estudos sobre a Lei 12.619 para adequar suas operações às novas regras de tempo de direção e jornada de trabalho dos motoristas profissionais. Grupo se reúne semanalmente e debate a multiplicação dos novos procedimentos

Auto Sueco São Paulo inaugura revenda em Barueri (SP)
Vale Pedágio Via Fácil recebe ISO 9001
Mercedes-Benz apresenta o novo Actros na Fenatran

A operadora logística MIRA Transportes vem nos últimos dois meses desenvolvendo procedimentos e estudos para a adaptação das operações da empresa às novas exigências da nova Lei dos Motoristas (12.619).

A empresa criou um comitê que se reúne semanalmente para debater as mudanças provocadas pela Lei, que abrangem tanto os motoristas autônomos (agregados) quanto os motoristas contratados via CLT. “A nova Lei traz mudanças na CLT, cria regras para o tempo de direção e estabelece intervalos claros e obrigatórios para o descanso dos motoristas. É uma Lei que muda o cenário operacional do transporte no Brasil, mas que traz em seu bojo o grande objetivo de disciplinar a profissão de motorista e trazer mais segurança às rodovias de nosso País. Aqui no MIRA Transportes, esta Lei está sendo estudada à exaustão e estamos tomando diversas providências para nos encaixarmos em seu cumprimento da melhor forma possível”, comenta Carlos Mira, presidente Executivo da empresa.

De acordo com Taís Rosa da Silva, gerente de Recursos Humanos da empresa, o trabalho começou com a criação da documentação para os motoristas anotarem suas paradas para descanso. “Criamos o modelo da ficha e, junto com isso, iniciamos um teste piloto com quatro motoristas de transferência, que realizam rotas partindo de São Paulo. Com as informações e as experiências destes quatro profissionais, que fizeram diversas viagens já no modelo da Lei, pudemos criar um conteúdo para os nossos colaboradores, que vai balizar a elaboração de diversos materiais didáticos e de comunicação para deixarmos todos cientes sobre as novas regras”, conta a gestora.

As estratégias da empresa para se adequar à nova realidade passam pelo desenvolvimento de material de divulgação e conscientização dos motoristas, divulgação das regras por meio dos canais de comunicação da empresa, elaboração de uma cartilha específica para os gestores de todas as filiais e o treinamento dos motoristas.

“Já realizamos o treinamento de 80 dos 120 motoristas de longa distância a serviço da empresa e temos sentido que, apesar de ser uma mudança difícil de hábitos e de cultura, a adequação à nova Lei teve boa receptividade por parte dos profissionais.”, diz Taís Rosa da Silva.

Operações levarão mais tempo

Com as paradas obrigatórias e o tempo de direção controlado, as viagens levarão mais tempo para serem completadas. O gerente de Frota e Tráfego do MIRA Transportes, Wellington Pedro de Souza, estima que, nas viagens de até 1000 quilômetros, o cumprimento à Lei fará com que o trajeto demore 50% a mais.

COMMENTS