Mais de 1,8 mi de motoristas vão enfrentar estradas com obras na saída de SP

Recomendação é pegar a estrada amanhã depois das 15h, já que a noite de hoje será o período com mais movimento

Alckmin diz que obras do Rodoanel Norte terão início na próxima semana
Ecovias testa nova modalidade de comboio na rodovia dos Imigrantes (SP-160)
Obras no Sistema Anchieta-Imigrantes só ficam prontas a partir de maio

O feriado prolongado de 7 de setembro vai tirar cerca de 1,8 milhão carros da capital paulista. A recomendação das concessionárias responsáveis pelas rodovias do Estado é pegar a estrada amanhã depois das 15h, já que a noite de hoje será o período com mais movimento.

Mas desta vez, o trânsito não será o único obstáculo a ser enfrentado. Algumas das principais rodovias do Estado que ligam a capital ao interior e ao litoral passam por obras, dificultando ainda mais a vida do motorista.

A Ecovias, que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, estima que entre 215 mil e 365 mil veículos devem descer a Serra do Mar. Das 13h de hoje às 20h de amanhã, será instalada a Operação Descida. Na Rodovia dos Tamoios, principal acesso para o litoral norte, o trecho entre Jambeiro e Paraibuna está com obras de duplicação, o que significa restrição de circulação e passagem intensa de caminhões durante o feriado. Alguns trechos da pista têm barro e areia.

Pelo menos 1,2 milhão de veículos são esperados nas principais rodovias que cruzam a região de Campinas. Na altura de Louveira, o motorista deve redobrar a atenção na Anhanguera por causa das obras da terceira faixa, entre os km 62 e 71.

O motorista que pegar a Régis Bittencourt, principal ligação de São Paulo com o Sul, encontrará sete pontos em obras. Na Serra do Cafezal, trecho de pista simples entre Juquitiba e Miracatu, a Polícia Rodoviária Federal vai liberar o acostamento e instalar faixas reversíveis.

O último feriado da temporada de inverno em Campos de Jordão deve encerrar com a marca de 1,2 milhão de turistas, representando um aumento de 10% no número de visitantes, comparado com o ano passado. Para o feriado, a classe hoteleira espera 80% de ocupação. Quem for até lá de carro, porém, deve ficar atento às obras de recapeamento na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro.

Na SP-340, que liga a região de Campinas ao sul de Minas Gerais e ao Circuito das Águas paulista, a concessionária Renovias colocou carros destruídos que se envolveram em acidentes graves e manequins para simular o resultado das colisões, no canteiro central da rodovia.

COMMENTS