DHL aumenta taxas de entrega expressa em 220 países

Tarifas dos serviços prestados pela companhia no Brasil terão um aumento de 7,5%. Compensação da mudança será feita por meio de uma redução de 2% no índice de sobretaxa de combustível

GOL registra lucro operacional de R$37 milhões no 3º trimestre do ano
TAM Cargo inaugura terminal de cargas em Manaus (AM)
Air Canada e Cargojet estreiam voo de carga para a América do Sul

A DHL Express anunciou que, a partir de 01 de janeiro de 2013, os preços dos serviços prestados nos 220 países onde opera passarão por reajuste. No Brasil, os valores terão um aumento de 7,5%. O incremento global das taxas internacionais será parcialmente compensado por uma redução de 2% no índice de sobretaxa de combustível.

O aumento da taxa anual da companhia é baseado em fatores como o impacto geral de preços em custos para a indústria expressa, incluindo requisitos de segurança que impactam as medidas regulatórias, a fim de cumprir estas regras impostas externamente, garantindo que os prazos de entrega e qualidade de serviço continuem com o padrão esperado.

De acordo com um estudo realizado pela consultoria ATKearney, os volumes para a indústria têm aumentado de forma consistente nos últimos anos, enquanto o valor por embarque ainda não retornou aos níveis de 2008.

“O reajuste de preço da DHL Express para 2013 destina-se a compensar o aumento dos custos, incluindo fatores externos que estão fora de nosso controle e não podem ser compensados por meio de melhorias de produtividade ou de economias de escala”, afirma Ken Allen, CEO mundial da DHL Express.

COMMENTS